Metodologia

A estratégia de investigação assentou numa combinação de metodologias de carácter extensivo e intensivo, bem como de metodologias de investigação ação-participativa. Estas últimas visaram um processo de reflexividade e de validação, realizado não apenas entre investigadores, mas com a participação das diversas partes interessadas no projeto, nomeadamente atores representativos do terceiro setor, atores organizacionais, dirigentes, voluntários, trabalhadores a exercerem atividades no terreno, empreendedores sociais e interlocutores públicos e do setor privado.

  • Pesquisa e análise bibliográfica e documental;
  • Entrevistas exploratórias semi-estruturadas a interlocutores chave;
  • Entrevistas estruturadas a representantes institucionais do setor;
  • Inquérito por questionário a cerca de 90 organizações do terceiro setor;
  • Estudos de caso em organizações de base do terceiro setor com orientação para o empreendedorismo social  (7);
  • Estudos de caso sobre educação/formação para o empreendedorismo social (2 a 3);
  • Mapeamento de organizações do terceiro setor com base na metodologia de análise de redes;
  • Grupos de devolução de conclusões e elaboração de recomendações com interlocutores chave;
  • Estratégia de investigação ação-participativa, incluindo diversas dimensões de intervenção – protocolos e parcerias com interlocutores chave, seminários públicos, divulgação de informação e recursos on line, bem como outras técnicas de envolvimento de atores sociais, como grupos de devolução de informação e de elaboração de recomendações.


O projeto procurou, ainda, que o desenvolvimento do trabalho de terreno e o aprofundamento da investigação estivessem simultaneamente refletidos no filme documental que foi produzido, com o intuito de explorar a linguagem audiovisual e multimédia de comunicação e disseminação de conhecimento e informação.