Eixo 8

Património, Museologia e Arquivo

Que conteúdo para o conceito de “património educativo”? Onde e como o preservar? Como inscrevê-lo no nosso quotidiano?
Day 1
21 Jun 2016

COMUNICAÇÕES INDIVIDUAIS – S1 – EIXO 8

LIMITES E POSSIBILIDADES DO ACERVO FOTOGRÁFICO DO MOVIMENTO DE EDUCAÇÃO DE BASE EM TEFÉ/AM

ACERVO ESCOLAR - COLÉGIO MUNICIPAL PELOTENSE E ASPECTOS DA FEMINIZAÇÃO DO MAGISTÉRIO DO ENSINO SECUNDÁRIO (1940-1950)

VESTÍGIOS DA EDUCAÇÃO NO SERIDÓ: INVENTÁRIOS POST-MORTEM E O PATRIMÔNIO MATERIAL DA EDUCAÇÃO NOS SÉCULOS XVIII E XIX

CENTROS UNIVERSITÁRIOS DE DOCUMENTAÇÃO E MEMÓRIA: PRESERVAÇÃO DOCUMENTAL E FORMAÇÃO ACADÊMICA

EDUCAÇÃO, ARQUIVO E MEMÓRIA: UMA REFLEXÃO A PARTIR DO ARQUIVO PESSOAL DA PROFESSORA MARIA FRANCA PIRES

Mesas Coordenadas – S1 – Eixo 8

Tradição e herança educativa: dos conceitos às práticas de preservação e de patrimonialização

COMUNICAÇÕES INDIVIDUAIS – S2 – EIXO 8

PRESERVAÇÃO DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO, EDUCATIVO E CULTURAL DE QUIRINÓPOLIS, GOIÁS, BRASIL. (1832-2014)

ACERVOS ESCOLARES NA ESCOLA RIACHUELO EM PELOTAS- ESCRITURAÇÃO ESCOLAR (1973-1995)

MUSEU DE ARTE LEOPOLDO GOTUZZO/ UFPEL: GÊNESE E RELEVÂNCIA COMO ESPAÇO CULTURAL EM PELOTAS (1986-2013)

PARA UMA POLITICA DE ARQUIVOS DA EDUCAÇÃO: O PAPEL DA SECRETARIA-GERAL DO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA

O NÚCLEO DE DOCUMENTAÇÃO E MEMÓRIA DO COLÉGIO PEDRO II: FONTE DE PESQUISAS INÉDITAS PARA A HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO BRASILEIRA

COMUNICAÇÕES INDIVIDUAIS – S2 – EIXO 8

CRIAÇÃO E IMPLANTAÇÃO DO CENTRO DE MEMÓRIA E DOCUMENTAÇÃO - CEMEDOC DO EDUCANDÁRIO NOSSA SENHORA DO SANTISSIMO SACRAMENTO, SENHOR DO BONFIM, BAHIA.

PRODUZINDO UM DOCUMENTÁRIO: INSTITUIÇÕES EDUCATIVAS, MEMÓRIA E PATRIMÔNIO

OBJETOS, ESPAÇOS E NARRATIVAS. O CASO DOS COMBATENTES

O PATRIMÔNIO EDUCATIVO MUSICAL DE MINAS GERAIS: HISTÓRIA E AÇÕES NO MUSEU DA MUSICA DE MARIANA

O TRABALHO COM FONTES MUSEAIS: POSSIBILIDADES DE UMA AÇÃO EDUCATIVA PARA A COMPREENSÃO DA MEMÓRIA

COMUNICAÇÕES INDIVIDUAIS – S3 – EIXO 8

QUADROS DE FORMATURA DO COLÉGIO CORAÇÃO DE JESUS 1922 -1929: CONTRIBUIÇÕES PARA O ESTUDO DA HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO EM SANTA CATARINA

ARQUIVOS PESSOAIS DE PROFESSORES: REFLEXÕES METODOLÓGICAS E PERSPECTIVAS DE INVESTIGAÇÃO

ARQUIVO ESCOLAR DE PORTA ENTRE ABERTA: QUEM E COMO POR AQUI CIRCULOU?

COMUNICAÇÕES INDIVIDUAIS – S3 – EIXO 8

NO RASTRO DO PATRIMÔNIO EDUCATIVO MINEIRO: A BIBLIOTECA “ANTÔNIO TORRES” E OS SERVIÇOS DE PRESERVAÇÃO DE ARQUIVOS E DIVULGAÇÃO CULTURAL

O MUSEU ANTROPOLÓGICO DA UFG E A DEMOCRATIZAÇÃO DO ACESSO AO CONHECIMENTO

CULTURA MATERIAL E O PATRIMÔNIO MUSEOLÓGICO: MEMÓRIA E HISTÓRIA DO INSTITUTO BATISTA CORRENTINO

COMUNICAÇÕES INDIVIDUAIS – S4 – EIXO 8

MUSEU DA ESCOLA NORMAL RURAL DE JUAZEIRO DO NORTE: CIÊNCIA E PATRIMÔNIO HISTÓRICO

VAMOS AO MUSEU? – MUSEUS PEDAGÓGICOS PELA EUROPA (1930-1940)

MUSEALIZAÇÃO DO PATRIMÔNIO MATERIAL DO GINÁSIO PARANAENSE: O LABORATÓRIO DE FÍSICA E QUÍMICA DOS ANOS DE 1904 E 1920.

MUSEU DA EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL, UM TERRITÓRIO DE MEMÓRIA EDUCATIVA

O MEMORIAL DO COLÉGIO MARISTA ARQUIDIOCESANO DESÃO PAULO E LEVANTAMENTO TÉCNICO DIAGNÓSTICO DA COLEÇÃO DO MUSEU ESCOLAR DO EXTINTO COLÉGIO MARISTA DE SANTOS (BRASIL): TRANSFERÊNCIA DE MATERIAIS, APRESENTAÇÃO GERAL, PRIMEIROS TRABALHOS, RESULTADOS PARCIAIS.