Eixo 5

Leitura, Cultura Escrita e Cultura Escolar

Onde inscrevemos a literacia? Que implicações culturais? O que caracteriza a cultura escolar? Como a podemos preservar?
Day 1
21 Jun 2016
Day 2
22 Jun 2016

COMUNICAÇÕES INDIVIDUAIS – S1 – EIXO 5

ORGANIZAÇÃO ESCOLAR, MOLDAGEM DOS HÁBITOS E QUEBRA DE CONDUTA NOS GRUPOS ESCOLARES MARANHENSES NO PERÍODO DE 1904 A 1912

A BIBLIOTECA ESCOLAR DAS ESCOLAS REUNIDAS SANT’ANNA DO PARANAHYBA (1936-1945): UM CASO PROVÁVEL DE BIBLIOTECA

LEITURAS DE UM INTELECTUAL MILITAR: A BIBLIOTECA DE HENRIQUE DE AMORIM BEZERRA

A BIBLIOTECA ESCOLAR NA FORMAÇÃO DE LEITORES: REALIDADES, DILEMAS E PERSPECTIVAS

TEMATIZAÇÕES SOBRE BIBLIOTECAS ESCOLARES E BIBLIOTECAS INFANTIS NA REVISTA DO PROFESSOR (1934-1965) DE SÃO PAULO

Mesas Coordenadas – S1 – Eixo 5

Autografias e sociabilidades no espaço ibero-americano no trânsito do antigo regime. História da alfabetização

COMUNICAÇÕES INDIVIDUAIS – S2 – EIXO 5

HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO E POLÍTICA DE LEITURA: UMA HISTÓRIA COM O JORNAL LOCAL

A ATUAÇÃO DOS ALUNOS DO INSTITUTO DE EDUCAÇÃO SUD MENNUCCI (1952-1954)

A PRESENÇA DA LITERATURA NO JORNAL O DEMOCRATA (1880-1884)

UM PERIÓDICO, UMA ESCOLA, MUITAS HISTÓRIAS: A ESCOLA TÉCNICA FEDERAL DE SANTA CATARINA - UNIDADE DE JARAGUÁ DO SUL NAS PÁGINAS DO JORNAL ENTREFASESC ENTRE 1996 E 2000

“JORNAEZINHOS” ESTUDANTIS MARANHENSES: ÓRGÃOS DAS SOCIEDADES ESTUDANTIS MARANHENSES DEDICADOS A CULTUAR ÀS LETRAS NA PRIMEIRA REPÚBLICA BRASILEIRA (1889-1930)

Mesas Coordenadas – S2 – Eixo 5

Infância, escola e civilidade

COMUNICAÇÕES INDIVIDUAIS – S3 – EIXO 5

LEONARDO DE LIMA ROSSINI MULHERES DOS ANOS 1920: SOCIABILIDADE, EDUCAÇÃO E LAZER

AS LEITURAS ACONSELHÁVEIS E PROIBIDAS PARA A MULHER NOS COLÉGIOS CATÓLICOS EM SERGIPE

LIVROS DE RECREAÇÃO OU LIVROS EDUCATIVOS? LIVROS DE LITERATURA INFANTOJUVENIL

OS MANUAIS DE CIVILIDADE E ETIQUETA: MODOS DE REFINAR MENINAS

LITERACIA E REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DE TERESA MARGARIDA DA SILVA E ORTA SOBRE A EDUCAÇÃO DA MULHER DO SÉCULO XVIII: UMA INCURSÃO PELO ROMANCE AVENTURAS DE DIÓFANES

COMUNICAÇÕES INDIVIDUAIS – S3 – EIXO 5

A PSICOLOGIA EXPERIMENTAL E O ENSINO DE ARITMÉTICA NA CULTURA ESCOLAR DE ESCOLAS NORMAIS PAULISTAS

O CURSO ELEMENTAR DE PHILOSOPHIA RACIONAL E MORAL NO GYMNASIO PERNAMBUCANO, SEGUNDO O COMPÊNDIO LIÇÕES DE PHILOSOPHIA ELEMENTAR RACIONAL E MORAL, DE JOSÉ SORIANO DE SOUZA (1871)

O PRAZER DA LEITURA NA AUTOBIOGRAFIA DE ERICO VERÍSSIMO

“LEITURA INSTRUTIVA E MUITÍSSIMO ÚTIL”: UMA COLEÇÃO DE LIVROS DE HIGIENE PARA DISTINTOS PÚBLICOS

ENSINO DE HISTÓRIA DO BRASIL: PRÁTICAS DE LEITURA NO CONTEXTO DOS EXAMES DE ADMISSÃO AO GINÁSIO (BRASIL, DÉCADAS DE 1950-1960)

COMUNICAÇÕES INDIVIDUAIS – S4 – EIXO 5

A AUTORIA DOS MANUAIS ESCOLARES: O QUE PODE ESCONDER

A INSTRUÇÃO COMO MISSÃO: LIVROS, MANUAIS E COMPÊNDIOS DIDÁTICOS E HISTÓRICOS DE ROCHA POMBO, 1900-1933

ENTRE ESCRITAS E SIMBOLISMOS. LIVROS ESCOLARES DE EDUCAÇÃO MORAL E CÍVICA NO BRASIL DOS ANOS 70

VAMOS ESTUDAR? – UM CASO DE APROPRIAÇÃO DE LIVRO DIDÁTICO NA ESCOLA PRIMÁRIA EM PARANAÍBA/ MATO GROSSO/BRASIL (1950-1960)

CORDEL: O VERSO NA HISTÓRIA E NA ESCOLA (1990-2007)

COMUNICAÇÕES INDIVIDUAIS – S4 – EIXO 5

CIRCULAÇÃO DAS IDEIAS DE HIGIENE PUBLICADAS NO JORNAL SERGIPANO DIÁRIO DA MANHÃ DO ANO DE 1911

JOÃO DE DEUS E A CARTILHA MATERNAL: CONTRIBUIÇÃO PARA HISTÓRIA DA ALFABETIZAÇÃO NO BRASIL

EDUCAÇÃO POPULAR E SENTIMENTO NATIVISTA NA DEVOÇÃO AOS SANTOS NEGROS FRANCISCANOS NO BRASIL COLONIAL – 1700-1750

A BIBLIOTECA POPULAR DE LISBOA E AS BIBLIOTECAS MÓVEIS NA I REPUBLICA

ALFABETIZAÇÃO SOB MEDIDA? ESCRITAS INFANTIS EM DESTAQUE NO PRIMEIRO LIVRO DE HISTÓRIAS (1941)

Comunicações Individuais – S5 – Eixo 5

A LEITURA NA PINTURA BRASILEIRA DO SÉCULO XIX E INÍCIO DO XX

ADENTRANDO AOS ESPAÇOS DE LEITURA E VENDA DE LIVROS, COMPÊNDIOS E ARTEFATOS ESCOLARES NA CIDADE DA PARAHYBA (1850-1889)

CULTURA DA EDUCAÇÃO INFANTIL: ARQUITETURA, ESPAÇOS, TEMPOS E MATERIALIDADES DA REDE MUNICIPAL DE ENSINO DE FLORIANÓPOLIS (1976-2012)

CULTURA MATERIAL ESCOLAR RADIOFÔNICA E A EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS NA AMAZÔNIA BRAGANTINA (1960 - 1970)

HISTÓRIA DA LEITURA, LITERATURA E FORMAÇÃO DOCENTE

Mesas Coordenadas – S4 – Eixo 5

Brasil, Itália e Portugal: movimentos migratórios, escolarização e livros escolares

Comunicações Individuais – S6 – Eixo 5

MARIA ROSA RODRIGUES MARTINS DE CAMARGO DA VOZ DOS DECLAMADORES DE POEMAS DO SÉCULO XVII AOS POETAS MARGINAIS CONTEMPORÂNEOS: EM BUSCA DE INDÍCIOS DE PRÁTICAS CULTURAIS

TINTA E PAPEL, ORNAMENTOS DO SABER ESCRITO EM CADERNOS ESCOLARES (1929-1941).

O ESPIRITISMO COMO INSTÂNCIA DE PARTICIPAÇÃO NAS CULTURAS DO ESCRITO EM CAETITÉ, BAHIA, BRASIL (1905-1930): O CASO DE UM SUJEITO

ASPECTOS DA FORMAÇÃO DOCENTE EM SANTA CATARINA E AS REFORMAS POLÍTICOS EDUCACIONAIS DA ESCOLA NORMAL EM FLORIANÓPOLIS (1892-1910): VESTÍGIOS DE UMA CULTURA ESCOLAR

LETRAMENTOS NO LIVRO DIDÁTICO: ESTRATÉGIAS DE LEITURA DOS GÊNEROS TEXTUAIS

Comunicações Individuais – S6 – Eixo 5

MOSTRAR O MODERNO, VIVER O POSSÍVEL

NARRANDO MEMÓRIAS E TECENDO HISTÓRIAS

FOLHINHA MARIANA: ANÁLISE DO IMPRESSO CATÓLICO E DE ALGUNS MODOS DE APROPRIAÇÃO DOS LEITORES

A COLEÇÃO "AS MAIS BELAS HISTÓRIAS": UMA HISTÓRIA (1954 -1970)

PROFESSORES-AUTORES DE LIVROS DIDÁTICOS: OS SENTIDOS DA PRODUÇÃO LITERÁRIA ESCOLAR PARANAENSE NA PRIMEIRA REPÚBLICA

Comunicações Individuais – S7 – Eixo 5

ELIZABETH FIGUEIREDO DE SÁ A INFÂNCIA ESCOLARIZADA EM CIDADES DO NORTE DE MATO GROSSO (1972-1982)

VENTANAS AL MUNDO DE LA INFANCIA. LAS ESCUELAS FREINET POR DENTRO (ESPAÑA, 1931-1939)

LEITURA E CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL: A CULTURA COMO FONTE DE DESENVOLVIMENTO DA CRIANÇA

HILDA APARECIDA LINHARES DA SILVA MICARELLO COSTURANDO OS FIOS DA HISTÓRIA: “ERA UMA VEZ” A LITERATURA INFANTIL

Comunicações Individuais – S7 – Eixo 5

LEITURA COMO “ESTRATÉGIA DE CAÇA” NA CONTEMPORA- NEIDADE: APROPRIAÇÕES E REPRESENTAÇÕES A PARTIR DO TEXTO LÍRICO POR JOVENS NA ESCOLA MOÇAMBICANA

OS LIVROS ESCOLARES DE MÚSICA NO ENSINO BRASILEIRO: ANÁLISE DE OBRAS SELECIONADAS NO CONTEXTO EDUCACIONAL DE 1830 A 1910

ADAPTAÇÕES DE TEXTOS LITERÁRIOS: UMA PRÁTICA HISTÓRICA DE LEITURA NO UNIVERSO ESCOLAR

A LEITURA E A CULTURA ESCOLAR NO INSTITUTO DE EDUCAÇÃO “LEÔNIDAS DO AMARAL VIEIRA” ENTRE 1953 E 1975: ASPECTOS DOS MANUAIS PEDAGÓGICOS DO CURSO DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES

PRÁTICAS DE LEITURA E ESCRITA NO GRUPO ESCOLAR BOM JESUS: 1955 - 1971

Comunicações Individuais – S7 – Eixo 5

MICHELLINE ROBERTA SIMÕES DO NASCIMENTO POR UMA HISTÓRIA VISTA DE BAIXO: MEMÓRIAS DA EDUCAÇÃO PRIMÁRIA NO ESTADO DE SERGIPE/BRASIL: (1930-1960)

O ENSINO DE HISTÓRIA NATURAL NO GINÁSIO PARANAENSE NO INÍCIO DO SÉCULO XX

A DISCIPLINA PORTUGUÊS NO ENSINO SECUNDÁRIO NO LICEU CUIABANO, EM CUIABÁ/MT, NA ERA VARGAS (1930 A 1945)

A PARTICIPAÇÃO ESTUDANTIL NO COLÉGIO PEDRO II A PARTIR DO PERIÓDICO SCIENCIAS E LETRAS (1926-1927)

A LÍNGUA COMO SUSTENTÁCULO DA NAÇÃO: A REFORMA DO ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA NA ESCOLA PRIMÁRIA PAULISTA (1949-1950)

Comunicações Individuais – S8 – Eixo 5

ESCOLA GRADUADA PRIMÁRIA NO RIO GRANDE DO NORTE (1907-1971)

AS CINCO DIFERENTES VERSÕES EDITORIAIS DA OBRA “O MENINO POETA” DE HENRIQUETA LISBOA: ESTRÁTÉGIAS DE ADAPTAÇÕES E PÚBLICOS VISADOS

RITUAIS E FESTAS DAS ESCOLAS ISOLADAS RURAIS E O GRUPO ESCOLAR DE PILAR DO SUL - 1934 A 1976

LEONARDO ARROYO E A PROMOÇÃO DA LEITURA NA IMPRENSA PERIÓDICA PAULISTA, NAS DÉCADAS DE 1960 E 1970

A PROCURA PISTAS DA CULTURA ESCOLAR: AUTOBIOGRAFIAS E INVESTIGAÇÃO HISTÓRICA