Comunicações Individuais

Day 1
21 Jun 2016
Day 2
22 Jun 2016

COMUNICAÇÕES INDIVIDUAIS – S1 – EIXO 1

A INVESTIGAÇÃO EM MANUAIS ESCOLARES E SUAS DIMENSÕES ANALÍTICAS: EXEMPLO DE UM ESTUDO COMPARATIVO EUROPEU

LIVRO DIDÁTICO COMO FONTE DE PESQUISA: REPRESENTAÇÕES DE IDENTIDADE NACIONAL NOS LIVROS DE EDUCAÇÃO MORAL E CÍVICA DURANTE O REGIME MILITAR BRASILEIRO (1964-1985)

IMAGEM, DIDÁTICA E IDEOLOGIA NOS COMPÊNDIOS DE DESENHO DO ESTADO NOVO

A HISTÓRIA DA DISCIPLINA DE DIDÁTICA NO EEPSG “CULTURA E LIBERDADE”, DA CIDADE DE POMPÉIA NA DÉCADA DE 1980. ESTUDO DOS MANUAIS.

A GEOMETRIA NO MANUAL DO ENSINO PRIMÁRIO (1938): LIVRO DIDÁTICO, LEGISLAÇÕES E JORNAIS COMO FONTES DE PESQUISA

COMUNICAÇÕES INDIVIDUAIS – S1 – EIXO 2

PUXANDO FIOS, PRODUZINDO TEIA: CONTRIBUIÇÕES DA HISTÓRIA SOCIAL E HISTÓRIA CULTURAL PARA PESQUISA

DESAFIOS DO ESTUDO DA MATERIALIDADE ESCOLAR AO OFÍCIO DE HISTORIADOR: UMA PERSPECTIVA A PARTIR DAS NARRATIVAS DE UMA EXCURSÃO

CULTURA ESCOLAR, MEMÓRIA, FONTES E OBJETOS: O CORPUS DA PESQUISA EM HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO E HISTÓRIA CULTURAL.

HISTÓRIA INTELECTUAL E DOS INTELECTUAIS: UMA ANÁLISE CONCEITUAL CRÍTICA SOBRE AS PERSPECTIVAS METODOLÓGICAS CONTEMPORÂNEAS

HISTÓRIA ORAL ENTRE O STATUS DE METODOLOGIA E A TÉCNICA

COMUNICAÇÕES INDIVIDUAIS – S1 – EIXO 3

"CAPELAS-ESCOLAS": INICIATIVAS DO FRADE-INSPETOR DE ENSINO PARA A EXPANSÃO DA ESCOLARIZAÇÃO NO SUL DO MARANHÃO

O ENSINO LAICO FRENTE OS PRINCÍPIOS EDUCACIONAIS DA IGREJA CATÓLICA: ESCOLARIZAÇÃO NA REPÚBLICA PORTUGUESA (1910-1926).

PRÁTICAS EDUCATIVAS EM ESPAÇOS ESCOLARES CONFESSIONAIS: O SAGRADO E O PROFANO DOS RITUAIS FESTIVOS

PRIMEIRAS REPERCUSSÕES DO ESTADO NOVO NA EDUCAÇÃO DA PB: A REVISTA DO ENSINO

COMUNICAÇÕES INDIVIDUAIS – S1 – EIXO 4

ENSINO NOTURNO COMO POLÍTICA EDUCACIONAL NO PIAUÍ 1871-1933

ENSINO DE HISTÓRIA E FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE HISTÓRIA NAS UNIVERSIDADES ESTADUAIS DA BAHIA: ALGUMAS REFLEXÕES

O ENSINO JURÍDICO NO BRASIL: DA TEORIA À PRÁTICA, UM HORIZONTE DE EXPECTATIVAS (1825-1994)

ENSINO COMERCIAL EM COIMBRA: ESCOLA SECUNDÁRIA DE AVELAR BROTERO COIMBRA – PORTUGAL (1948-1974)

A EDUCAÇÃO MUSICAL EM INSTITUIÇÕES NÃO FORMAIS: CAMINHOS DA FORMAÇÃO DE MÚSICOS E MUSICISTA NO INTERIOR PERNAMBUCANO

COMUNICAÇÕES INDIVIDUAIS – S1 – EIXO 5

ORGANIZAÇÃO ESCOLAR, MOLDAGEM DOS HÁBITOS E QUEBRA DE CONDUTA NOS GRUPOS ESCOLARES MARANHENSES NO PERÍODO DE 1904 A 1912

A BIBLIOTECA ESCOLAR DAS ESCOLAS REUNIDAS SANT’ANNA DO PARANAHYBA (1936-1945): UM CASO PROVÁVEL DE BIBLIOTECA

LEITURAS DE UM INTELECTUAL MILITAR: A BIBLIOTECA DE HENRIQUE DE AMORIM BEZERRA

A BIBLIOTECA ESCOLAR NA FORMAÇÃO DE LEITORES: REALIDADES, DILEMAS E PERSPECTIVAS

TEMATIZAÇÕES SOBRE BIBLIOTECAS ESCOLARES E BIBLIOTECAS INFANTIS NA REVISTA DO PROFESSOR (1934-1965) DE SÃO PAULO

COMUNICAÇÕES INDIVIDUAIS – S1 – EIXO 6

RAZÕES E SENSIBILIDADES: UM ESTUDO SOBRE A CONSTRUÇÃO DO IMAGINÁRIO DA DOCÊNCIA FEMININA (1865–1917)

“A NOBREZA DO MAGISTÉRIO”: A IDENTIDADE DA PROFESSORA PRIMÁRIA NAS PÁGINAS DO PERIÓDICO PEDAGÓGICO SÍNTESE INFORMATIVA DA UPPE (1970)

THE NATIONAL UNION OF WOMEN TEACHERS (NUWT) E A LUTA POR SALÁRIOS IGUAIS ENTRE PROFESSORES E PROFESSORAS NA INGLATERRA E EM GALES (1920-1961)

A ESCOLA NORMAL E A FORMAÇÃO DAS PROFESSORAS NO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO (1870-1920)

INSTRUÇÃO PÚBLICA FEMININA E DIFERENCIAÇÃO CURRICULAR EM MATO GROSSO NO FINAL DO SÉCULO XIX E INÍCIO DO SÉCULO XX

COMUNICAÇÕES INDIVIDUAIS – S1 – EIXO 7

A RECEPÇÃO DO ESCOLANOVISMO NO BRASIL: O CASO DO ENSINO DE DESENHO E MODELAGEM NA ESCOLA DE APERFEIÇOAMENTO DE BELO HORIZONTE EM MINAS GERAIS

O PEDAGOGO FRANCÊS RIVAIL– DISCÍPULO DE PESTALOZZI

O ESCOLANOVISMO E A CIRCULAÇÃO DO CONHECIMENTO PEDAGÓGICO ENTRE PORTUGAL E O BRASIL (1920-1950/60): INVENTÁRIO CRÍTICO DA PRODUÇÃO BIBLIOGRÁFICA PORTUGUESA E BRASILEIRA SOBRE A OBRA DE JOHN DEWEY

HENRIQUE CASTRICIANO: O INTELECTUAL INSPIRADOR DE UMA ESCOLA MODERNA

A NATUREZA LIVRE DA CRIANÇA: OS PRESSUPOSTOS DO ESCOLANOVISMO NO PIAUÍ-BRASIL

COMUNICAÇÕES INDIVIDUAIS – S1 – EIXO 8

LIMITES E POSSIBILIDADES DO ACERVO FOTOGRÁFICO DO MOVIMENTO DE EDUCAÇÃO DE BASE EM TEFÉ/AM

ACERVO ESCOLAR - COLÉGIO MUNICIPAL PELOTENSE E ASPECTOS DA FEMINIZAÇÃO DO MAGISTÉRIO DO ENSINO SECUNDÁRIO (1940-1950)

VESTÍGIOS DA EDUCAÇÃO NO SERIDÓ: INVENTÁRIOS POST-MORTEM E O PATRIMÔNIO MATERIAL DA EDUCAÇÃO NOS SÉCULOS XVIII E XIX

CENTROS UNIVERSITÁRIOS DE DOCUMENTAÇÃO E MEMÓRIA: PRESERVAÇÃO DOCUMENTAL E FORMAÇÃO ACADÊMICA

EDUCAÇÃO, ARQUIVO E MEMÓRIA: UMA REFLEXÃO A PARTIR DO ARQUIVO PESSOAL DA PROFESSORA MARIA FRANCA PIRES

COMUNICAÇÕES INDIVIDUAIS – S1 – EIXO 9

HISTOEDU: ESTABLECIENDO PUENTES DE COMUNICACIÓN Y COLABORACIÓN CIENTÍFICA HISTÓRICO-EDUCATIVA

MERCOSUL EDUCACIONAL E POLÍTICAS INTEGRADORAS: PROPOSTAS CURRICULARES DO BRASIL E DA ARGENTINA.

A EDUCAÇÃO COMO DOMESTICAÇÃO DO HOMEM – QUANDO CIÊNCIA E EDUCAÇÃO SE ENCONTRAM PARA FALAR DE INFÂNCIA (1905-1935)

A ESCOLA PRÁTICA COMERCIAL RAUL DÓRIA: MEMÓRIA DE UM ESPAÇO DE ENSINO COMERCIAL (1902-1964)

COMUNICAÇÕES INDIVIDUAIS – S2 – EIXO 1

A EDUCAÇÃO FOTOGRAFADA NOS ÁLBUNS ILUSTRADOS DO INTERIOR PAULISTA (ESTRADA DE FERRO ARARAQUA- RENSE, 1900-1930)

ÁLBUNS FOTOGRÁFICOS ARTESANAIS DA ESCOLA CAETANO DE CAMPOS: REGISTRO DE MEMÓRIAS E DE PRÁTICAS

FONTES PARA HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO: BUSCA, ORGANIZAÇÃO E CONSTITUIÇÃO DO MUSEU PEDAGÓGICO DA ESCOLA ESTADUAL PROFESSOR LEOPOLDO MIRANDA, DIAMANTINA, MINAS GERAIS, BRASIL

RETÓRICA PEDAGÓGICA E REGIME DE VISIVO NOS MUSEUS: FONTES E PERCURSOS DE PESQUISAS SOBRE MODOS DE EXIBIÇÃO DE HISTÓRIA NATURAL NOS SÉCULOS XVIII E XIX.

A FOTOGRAFIA COMO FONTE (VISUAL) DE MEMÓRIA E DE INVESTIGAÇÃO HISTÓRICO-EDUCATIVA

COMUNICAÇÕES INDIVIDUAIS – S2 – EIXO 1

ELENICE SILVA FERREIRA A MEMÓRIA COMO FONTE DE PESQUISA EM HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO: ENTRE O DITO, O NÃO-DITO E O ENTREDITO

MEMÓRIAS DOS PROFESSORES PRECEPTORES DE JUAZEIRO DO NORTE – CEARÁ

ENTRE O RURAL E O URBANO: O MEMORIALISMO COMO FONTE PARA A HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO (UBERLÂNDIA-MG, 1935 A 1961)

O INÍCIO DA COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA NA BAHIA NOS ANOS DE 1959 A 1964, A PARTIR DAS MEMORIAS DE

ALFABETIZADORAS DA EJA: ENTRE MEMÓRIA, SABERES E VIVERES (1940-1960)

COMUNICAÇÕES INDIVIDUAIS – S2 – EIXO 2

HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO NA AMAZÔNIA BRASILEIRA: BALANÇO HISTORIOGRÁFICO

CONFERÊNCIAS EDUCACIONAIS, MODERNIDADE PARA A NAÇÃO E MODERNIDADE PEDAGÓGICA: EXPANSÃO, GRATUIDADE E OBRIGATORIEDADE DO ENSINO PRIMÁRIO (BRASIL, ANOS DE 1920)

POR UMA SENSIBILIDADE OBJETIVA: TAVARES BASTOS E A EDUCAÇÃO NO IMPÉRIO

COMUNICAÇÕES INDIVIDUAIS – S2 – EIXO 2

CAMINHOS PERCORRIDOS: A OBRA MOACYRNIANA E OS POSSÍVEIS OLHARES PARA A HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO BRASILEIRA

CAMINHOS METODOLÓGICOS DA PESQUISA EM EDUCAÇÃO NO BRASIL: UM ENSAIO BIBLIOGRÁFICO

SITUANDO O PROBLEMA E DEFININDO O PERCURSO METODOLÓGICO DA PESQUISA: HISTÓRIA E MEMÓRIA DA ESCOLA MUNICIPAL RURAL DE ENSINO FUNDAMENTAL ÁGUA MANSA COQUEIROS

UM NOVO CAMINHO METODOLÓGICO PARA COMPREENDER INFÂNCIA E ESCRITA DE MULHERES LATINO-AMERICANAS: UM ESTUDO DE GÊNERO A PARTIR DE NORBERT ELIAS

ESTUDOS HISTÓRICOS COMPARADOS E O DOMÍNIO DA HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO: UMA REFLEXÃO ACERCA DOS PROCEDIMENTOS DE COMPARAÇÃO UTILIZADOS PELA HISTORIOGRAFIA DA EDUCAÇÃO BRASILEIRA

COMUNICAÇÕES INDIVIDUAIS – S2 – EIXO 3

OS QUADROS PARIETAIS DA ESCOLA NORMAL CAETANO DE CAMPOS (1890-1950)

O LIVRO DIDÁTICO DE HISTÓRIA E O PROJETO “PRIMEIRO, APRENDER!” NA DISCIPLINA ESCOLAR DE HISTÓRIA: INTERVENÇÕES NO ENSINO MÉDIO (2008-2014)

A EDUCAÇÃO DAS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA E A REVISTA DE ENSINO DA PARAÍBA (1932-1942)

EXERCÍCIOS E LIÇÕES, CENTRO DE INTERESSE, LEITURA E RECITAÇÃO E A PREOCUPAÇÃO COM O ENSINO DE ESCRITA E LEITURA NA REVISTA DO ENSINO NA PARAIBA

LEITURA DE IMAGENS EM LIVROS DIDÁTICOS DE HISTÓRIA

COMUNICAÇÕES INDIVIDUAIS – S2 – EIXO 4

O TEMPO, O ESPAÇO E AS PRÁTICAS DO JARDIM DE INFÂNCIA JOANA RAMOS

A EDUCAÇÃO DA INFÂNCIA DESVALIDA NA ESCOLA CONFESSIONAL ESPÍRITA “CASA DO PEQUENINO

POLÍTICAS EDUCACIONAIS NOS ANOS DE CHUMBO E A CRIAÇÃO DO COLÉGIO UNIVERSITÁRIO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA (1965-1981): AJUSTES PARA A MANUTENÇÃO DA ORDEM E DA DESORDEM

ENSINO SECUNDÁRIO NA REPÚBLICA BRASILEIRA: AS INSTITUIÇÕES PÚBLICAS DE 1889-1930

A CONSTITUIÇÃO HISTÓRICA DA CRECHE EM SANTA CATARINA: UM ESTUDO A PARTIR DO POSTO DE PERICULTURA BEATRIZ RAMOS

COMUNICAÇÕES INDIVIDUAIS – S2 – EIXO 5

HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO E POLÍTICA DE LEITURA: UMA HISTÓRIA COM O JORNAL LOCAL

A ATUAÇÃO DOS ALUNOS DO INSTITUTO DE EDUCAÇÃO SUD MENNUCCI (1952-1954)

A PRESENÇA DA LITERATURA NO JORNAL O DEMOCRATA (1880-1884)

UM PERIÓDICO, UMA ESCOLA, MUITAS HISTÓRIAS: A ESCOLA TÉCNICA FEDERAL DE SANTA CATARINA - UNIDADE DE JARAGUÁ DO SUL NAS PÁGINAS DO JORNAL ENTREFASESC ENTRE 1996 E 2000

“JORNAEZINHOS” ESTUDANTIS MARANHENSES: ÓRGÃOS DAS SOCIEDADES ESTUDANTIS MARANHENSES DEDICADOS A CULTUAR ÀS LETRAS NA PRIMEIRA REPÚBLICA BRASILEIRA (1889-1930)

COMUNICAÇÕES INDIVIDUAIS – S2 – EIXO 6

JOSÉ ALVES DE SOUSA: PENSIONISTA NA SUÍÇA E COLABORADOR DA IMPRENSA VIANENSE

HELENA ANTIPOFF: A ESCOLA FAZENDA DO ROSÁRIO E A EDUCAÇÃO DE “EXCEPCIONAIS”

A ESCOLARIZAÇÃO DE SILVÉRIO LEITE FONTES: PERCURSOS ENTRE SERGIPE E BAHIA

REPRESENTAÇÕES DE INFÂNCIA E DE CRIANÇA EM FINS DO SÉCULO XIX: UM ESTUDO DA OBRA DE JOÃO KÖPKE

MARCAS DO MAESTRO JOSÉ VIEIRA BRANDÃO NO INSTITUTO DE EDUCAÇÃO DO RIO DE JANEIRO

COMUNICAÇÕES INDIVIDUAIS – S2 – EIXO 7

ANA MARIA GONÇALVES BUENO DE FREITAS OS CASTIGOS ESCOLARES NA ESTEIRA DA RENOVAÇÃO PEDAGÓGICA

PRÁTICAS EDUCATIVAS NA PRIMEIRA INFÂNCIA: REFLEXÕES SOBRE A ORGANIZAÇÃO TEMPORAL

OBJETOS DE DISTINÇÃO: CULTURA MATERIAL ESCOLAR E PRÁTICAS MERITOCRÁTICAS (SANTA CATARINA, 1950-1960)

EDUCAÇÃO E ELEMENTO SERVIL EM JORNAIS ACADÊMICOS DO SÉCULO XIX

O INSPETOR MUNICIPAL DELPHINO STOCKLER DE LIMA, DISCUTINDO IDEIAS SOBRE EDUCAÇÃO EM SANTOS, NO INÍCIO DA DÉCADA DE 1920

COMUNICAÇÕES INDIVIDUAIS – S2 – EIXO 7

UMA ANÁLISE DO PROCESSO DE FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE MATEMÁTICA NOS SEUS DIFERENTES NÍVEIS DE FORMAÇÃO NA BAHIA-BRASIL (1942-1976)

A MATERIALIZAÇÃO DE IDEIAS PEDAGÓGICAS NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES NO BRASIL E EM PORTUGALNAS DÉCADAS DE 1960-70: O PAPEL DO MANUAL DIDÁTICO

ORIGENS DA FACULDADE DE EDUCAÇÃO DA USP: A FORMAÇÃO DE PEDAGOGOS NO DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO DA FACULDADE DE FILOSOFIA, CIÊNCIAS E LETRAS (1962-1969)

O “ESQUECIMENTO” NO SÉCULO 21 DA PROPOSTA DO PROFESSOR PESQUISADOR REFLEXIVO: PONTOS DE INFLEXÃO NA HISTÓRIA DA FORMAÇÃO DE PROFESSORES

“PELO PROGRESSO DO PAIZ”: UMA VISÃO ABOLICIONISTA SOBRE A EDUCAÇÃO DOS INGÊNUOS

COMUNICAÇÕES INDIVIDUAIS – S2 – EIXO 8

PRESERVAÇÃO DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO, EDUCATIVO E CULTURAL DE QUIRINÓPOLIS, GOIÁS, BRASIL. (1832-2014)

ACERVOS ESCOLARES NA ESCOLA RIACHUELO EM PELOTAS- ESCRITURAÇÃO ESCOLAR (1973-1995)

MUSEU DE ARTE LEOPOLDO GOTUZZO/ UFPEL: GÊNESE E RELEVÂNCIA COMO ESPAÇO CULTURAL EM PELOTAS (1986-2013)

PARA UMA POLITICA DE ARQUIVOS DA EDUCAÇÃO: O PAPEL DA SECRETARIA-GERAL DO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA

O NÚCLEO DE DOCUMENTAÇÃO E MEMÓRIA DO COLÉGIO PEDRO II: FONTE DE PESQUISAS INÉDITAS PARA A HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO BRASILEIRA

COMUNICAÇÕES INDIVIDUAIS – S2 – EIXO 8

CRIAÇÃO E IMPLANTAÇÃO DO CENTRO DE MEMÓRIA E DOCUMENTAÇÃO - CEMEDOC DO EDUCANDÁRIO NOSSA SENHORA DO SANTISSIMO SACRAMENTO, SENHOR DO BONFIM, BAHIA.

PRODUZINDO UM DOCUMENTÁRIO: INSTITUIÇÕES EDUCATIVAS, MEMÓRIA E PATRIMÔNIO

OBJETOS, ESPAÇOS E NARRATIVAS. O CASO DOS COMBATENTES

O PATRIMÔNIO EDUCATIVO MUSICAL DE MINAS GERAIS: HISTÓRIA E AÇÕES NO MUSEU DA MUSICA DE MARIANA

O TRABALHO COM FONTES MUSEAIS: POSSIBILIDADES DE UMA AÇÃO EDUCATIVA PARA A COMPREENSÃO DA MEMÓRIA

COMUNICAÇÕES INDIVIDUAIS – S2 – EIXO 9

O ENSINO DA HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO NA ESCOLA SUPERIOR DE EDUCAÇÃO DO POLITÉCNICO DO PORTO (1985-2007)

A FORMAÇÃO DE PROFESSORES NA ESCOLA NORMAL. A INSISTÊNCIA EM PERMANECER MESMO APÓS A QUEBRA DA UNIDADE NACIONAL. UMA HISTÓRIA DE VIDA E DE MORTE

BIOGRAFIA E MEMÓRIA: UM ESTUDO DE TRAJETÓRIAS DE VIDA DE MULHERES NO PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE DE 1996 A 2014

A DISCIPLINA LITERATURA INFANTIL NA EEPSG PREFEITO JOSÉ RIBEIRO NA FORMAÇÃO DO MAGISTÉRIO PAULISTA (PARANAPUÃ. ANOS 1980): LITERÁRIO OU LÚDICO?

A HISTÓRIA EDUCACIONAL DE MIRANDIBA-PE, E AS MEMÓRIAS DAS PRÁTICAS CIVILIZATÓRIAS DO GRUPO ESCOLAR ELIZEU CAMPOS A PARTIR DA DÉCADA DE 30

COMUNICAÇÕES INDIVIDUAIS – S2 – EIXO 9

O ENSINO DA HISTÓRIA DE EDUCAÇÃO NO CURSO DE PEDAGOGIA DA UFPB: UMA REFLEXÃO

PATRIMÔNIO CULTURAL DA ALIMENTAÇÃO EM ESCOLAS PROFISSIONAIS (SP), BRASIL (1939 A 1961)

A FIGURA FEMININA NA LEGENDA ÁUREA: UM ESTUDO SOBRE A FORMAÇÃO E A CONDUTA DAS MULHERES NO SÉCULO XIII

HISTÓRIA E EXCLUSÃO NA EDUCAÇÃO DOS SUPERDOTADOS NO BRASIL

DO CONHECIMENTO À OBSCURIDADE: MME. CHRYSANTHÈME E A REPRESENTAÇÃO DA MULHER NA DÉCADA DE 1930

COMUNICAÇÕES INDIVIDUAIS – S3 – EIXO 1

AS REVISTAS DE EDUCAÇÃO FAMILIAR COMO FONTE PARA A HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO

FORMAÇÃO DE OPINIÃO ACERCA DA REFORMA EDUCACIONAL NO JORNAL O ESTADO DE SÃO PAULO NOS ANOS 1970

MÉTODOS E TÉCNICAS DE INVESTIGAÇÃO EM HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO: USOS E POSSIBILIDADES DA IMPRENSA PERIÓDICA EDUCACIONAL

MARIA AUGUSTA MARTIARENA DE OLIVEIRA A REVISTA BRASILEIRA DE ESTUDOS PEDAGÓGICOS COMO FONTE PARA O ESTUDO DE INDICADORES DA QUALIDADE DA EDUCAÇÃO BRASILEIRA

REVISTA “A ORDEM”: DEFESA DA EDUCAÇÃO CATÓLICA BASEADA NOS FUNDAMENTOS DA ENCÍCLICA DIVINI ILLIUS MAGISTRI E O CONFRONTO COM OS INTELECTUAIS DA ESCOLA NOVA.

COMUNICAÇÕES INDIVIDUAIS – S3 – EIXO 1

SOBRE O EXPANSIONISMO PEDAGÓGICO CONTEMPORÂNEO: UMA ARQUEOGENEALOGIA DA INTENSIFICAÇÃO DAS EXPERIÊNCIAS EDUCATIVAS NÃO ESCOLARES

ASPECTOS DA TRAJETÓRIA HISTÓRICA DA DICIONARIZAÇÃO DA LÍNGUA BRASILEIRA DE SINAIS: DA ICONOGRAFIA DE SINAIS A UM MANUÁRIO ACADÊMICO

"VINDE A MIM OS DESVALIDOS": O PAPEL DAS FONTES PARA A HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO CONFESSIONAL CATÓLICA E ESPÍRITA EM SERGIPE

UMA CONFIGURAÇÃO PARA O ENSINO SECUNDÁRIO (1930-1960): CULTURA, FORMAÇÃO HUMANA E BOA EDUCAÇÃO

A HISTÓRIA DA DIDÁTICA EM INSTITUIÇÕES DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES NO BRASIL (1827-2011) – FASE 1: FONTES PARA A PESQUISA

COMUNICAÇÕES INDIVIDUAIS – S3 – EIXO 2

O USO DA HISTÓRIA DE VIDA, BIOGRAFIA E AUTOBIOGRAFIA NA HISTORIOGRAFIA DA EDUCAÇÃO

O CONTRIBUTO DA BIOGRAFIA NA INVESTIGAÇÃO HISTÓRICA: JOSÉ SEBASTIÃO E SILVA (1914-1972), CIENTISTA E PROFESSOR

PESQUISA EM EDUCAÇÃO, ENSINO E HISTÓRIAS DE VIDA - ANOS DE 1990 A 2000

INFANCIA EM WALTER BENJAMIN: PROPOSIÇÕES PARA A INVESTIGAÇÃO HISTORIOGRÁFICA

COMUNICAÇÕES INDIVIDUAIS – S3 – EIXO 2

A POPULAÇÃO NEGRA NO ENSINO E NA PESQUISA EM HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO NO BRASIL

IMAGENS DE MULHER EM REVISTAS ILUSTRADAS DO INÍCIO DO SÉCULO XX: UMA LEITURA A PARTIR DAS REFLEXÕES DE SERGE MOSCOVICI

OS TESTES ARITMÉTICOS NOS MANUAIS PEDAGÓGICOS PORTUGUESES: O USO DA MATEMÁTICA NA LEGITIMAÇÃO DA PEDAGOGIA CIENTÍFICA NO INÍCIO DO SÉCULO XX ENTENDIDAS COMO BALIZAS NAS PRÁTICA ATUAIS NO BRASIL

A REDE DE REFERENCIABILIDADES COMO METODOLOGIA DE PESQUISA: O INÍCIO DE UM PERCURSO EM DIÁLOGO COM FONTES PRODUZIDAS POR GABRIELA MISTRAL E CECÍLIA MEIRELES

COMUNICAÇÕES INDIVIDUAIS – S3 – EIXO 3

MOVIMENTOS DE GESTÃO DEMOCRÁTICA: A ARENA MUNICIPAL

A CONSTITUIÇÃO DOS SINDICATOS DOS PROFESSORES: ESTRUTURAS ORGANIZATIVAS E REIVINDICAÇÕES, 1974-1977

A REGULAMENTAÇÃO DA VIDA DO ESTUDANTE POBRE, ANALFABETO E TRABALHADOR DO MOBRAL EM VARGINHA – MG (1970–1985): ASPECTOS BIOPOLÍTICOS

TRABALHO E EDUCAÇÃO NA PERSPECTIVA DA POLÍTICA E GESTÃO EDUCACIONAL: APONTAMENTOS HISTÓRICOS

ASSOCIAÇÃO DOS FUNCIONÁRIOS E SERVIDORES DA EDUCAÇÃO DO ESTADO DE SÃO PAULO – AFUSE: SUA ORIGEM, SEU CONTEXTO HISTÓRICO E SUAS PRÁTICAS POLÍTICAS E SINDICAIS.

COMUNICAÇÕES INDIVIDUAIS – S3 – EIXO 3

A ATUAÇÃO DOS PODERES EXECUTIVO E LEGISLATIVO DO ESTADO DE SÃO PAULO NA EXPANSÃO DOS GINÁSIOS OFICIAIS SECUNDARISTAS (1948-1962)

A PROBLEMÁTICA DA EDUCAÇÃO NAS LEIS DE LIBERTAÇÃO DO VENTRE DE PAÍSES ESCRAVOCRATAS

PRÁTICA EDUCATIVA E REVISTAS ESCOLARES NO BRASIL: OS ALUNOS COMO CRONISTAS E A ESCOLA COMO FORMAÇÃO DE CIDADANIA.

POLÍTICAS PÚBLICAS PARA A ESCOLA PRIMÁRIA NA BAHIA (1930-1961)

VISIBILIDADE ÀS PRÁTICAS HUMANIZADORAS: ATIVIDADES EDUCATIVAS DA PENITENCIÁRIA CENTRALDO DISTRITO FEDERAL NA REVISTA A ESTRÊLA (1951-1955)

COMUNICAÇÕES INDIVIDUAIS – S3 – EIXO 3

EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR NO MUNICÍPIO DE FLORIANÓPO- LIS E NO BRASIL DA DÉCADA DE 1970 – APROXIMAÇÕES E DISTANCIAMENTOS

PRÁTICAS DE DESENHO E OS SABERES GEOMÉTRICOS NA PEDAGOGIA MODERNA: DESENHO À MÃO LIVRE, DESENHO GEOMÉTRICO E DESENHO NATURAL

PAULO FREIRE E A EXPERIÊNCIA DE ANGICOS (RN/BRASIL), NA DÉCADA DE 1960 – PROPOSIÇÕES PARA UMA ALFABETI- ZAÇÃO HUMANIZADORA

O TRÂNSITO COMISSIONADO DE NESTOR DOS SANTOS LIMA E SUAS CONTRIBUIÇÕES PARA AS PRÁTICAS EDUCACIONAIS NORTE-RIO-GRANDENSES (1923)

A IDENTIDADE DA UNIMEP NO MOVIMENTO DE SUA POLÍTICA ACADÊMICA

<

COMUNICAÇÕES INDIVIDUAIS – S3 – EIXO 4

A REBELDIA NA ESCOLA MILITAR DA PRAIA VERMELHA (1858-1904)

ADENTRANDO OS MUROS ESCOLARES: PRÁTICAS EDUCATIVAS E PEDAGÓGICAS VIVENCIADAS EM UM GRUPO ESCOLAR MINEIRO (1944 A 1962)

SOB AS ORDENS DO TENENTE: DA MEMÓRIA PARA A HISTÓRIA DO ENSINO MUNICIPAL DE SÃO PAULO (1967-1992)

HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO CATÓLICA NO BRASIL (1943-1983) – O CASO D0 RIO DE JANEIRO, SÃO PAULO E MINAS GERAIS

COMUNICAÇÕES INDIVIDUAIS – S3 – EIXO 4

AS PRÁTICAS DOCENTES NA MODALIDADE DE EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS: UM ESTUDO DE CASO NA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL

EDUCAÇÃO CONFESSIONAL CATÓLICA NO LITORAL DA BAIXADA OCIDENTAL MARANHENSE: A OBRA EDUCACIONAL DOS IRMÃOS DE NICOLLET EM GUIMARÃES-MA (1953-1967)

A ESCOLA DE EDUCAÇÃO FÍSICA E DESPORTOS DA UFRJ (1972-1973): UMA ANÁLISE DOS PLANOS DE CURSO E DOS BASTIDORES DA PRÁTICA

"UM GINÁSIO PARA PARNAÍBA": O CASO DA ESTADUALIZAÇÃO DO GINÁSIO PARNAIBANO (1959-1970)

COMUNICAÇÕES INDIVIDUAIS – S3 – EIXO 5

LEONARDO DE LIMA ROSSINI MULHERES DOS ANOS 1920: SOCIABILIDADE, EDUCAÇÃO E LAZER

AS LEITURAS ACONSELHÁVEIS E PROIBIDAS PARA A MULHER NOS COLÉGIOS CATÓLICOS EM SERGIPE

LIVROS DE RECREAÇÃO OU LIVROS EDUCATIVOS? LIVROS DE LITERATURA INFANTOJUVENIL

OS MANUAIS DE CIVILIDADE E ETIQUETA: MODOS DE REFINAR MENINAS

LITERACIA E REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DE TERESA MARGARIDA DA SILVA E ORTA SOBRE A EDUCAÇÃO DA MULHER DO SÉCULO XVIII: UMA INCURSÃO PELO ROMANCE AVENTURAS DE DIÓFANES

COMUNICAÇÕES INDIVIDUAIS – S3 – EIXO 5

A PSICOLOGIA EXPERIMENTAL E O ENSINO DE ARITMÉTICA NA CULTURA ESCOLAR DE ESCOLAS NORMAIS PAULISTAS

O CURSO ELEMENTAR DE PHILOSOPHIA RACIONAL E MORAL NO GYMNASIO PERNAMBUCANO, SEGUNDO O COMPÊNDIO LIÇÕES DE PHILOSOPHIA ELEMENTAR RACIONAL E MORAL, DE JOSÉ SORIANO DE SOUZA (1871)

O PRAZER DA LEITURA NA AUTOBIOGRAFIA DE ERICO VERÍSSIMO

“LEITURA INSTRUTIVA E MUITÍSSIMO ÚTIL”: UMA COLEÇÃO DE LIVROS DE HIGIENE PARA DISTINTOS PÚBLICOS

ENSINO DE HISTÓRIA DO BRASIL: PRÁTICAS DE LEITURA NO CONTEXTO DOS EXAMES DE ADMISSÃO AO GINÁSIO (BRASIL, DÉCADAS DE 1950-1960)

COMUNICAÇÕES INDIVIDUAIS – S3 – EIXO 6

ENTRE DOIS MUNDOS, O BOM COMBATE: ODILON ALVES PEDROSA E AS QUERELAS INSTITUCIONAIS NO UNIVERSO EDUCACIONAL LUSO-BRASILEIRO (1927-1936)

PRÁTICAS DE ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR: A ATUAÇÃO DAS DIRETORAS DE GRUPOS ESCOLARES NO NORTE MARANHENSE DÉCADAS DE 1960 E 1970.

ESCOLARIZAR PARA CIVILIZAR: O PROJETO EDUCACIONAL DE THOMAZ DO BOMFIM ESPINDOLA PARA O IMPÉRIO BRASILEIRO

ESCOLA BRASILEIRA: O PROJETO DE EDUCAÇÃO MORAL PARA A MOCIDADE EM JOSÉ DA SILVA LISBOA, O VISCONDE DE CAIRU (1756-1835)

CONCEPÇÕES DE EDUCAÇÃO E EXPECTATIVAS DE ATUAÇÃO DAS NORMALISTAS: DISCURSOS DA FESTA DE COLAÇÃO DE GRAU DA ESCOLA NORMAL NA PARAHYBA DO NORTE (1918)

COMUNICAÇÕES INDIVIDUAIS – S3 – EIXO 6

UM OLHAR SOBRE OS DISPOSITIVOS DE REGULAÇÃO E CONTROLE DO TRABALHO DE PROFESSORES PRIMÁRIOS NO TERRITÓRIO DO ACRE (1913 – 1950)

FORMAÇÃO DOCENTE: UMA ESTRATÉGIA PARA A CONSTRUÇÃO DE UM BRASIL/ ESTADO DE SANTA CATARINA MODERNIZADA (DÉCADA DE 1960)

ESCOLARIZAÇÃO E A PROFISSIONALIZAÇÃO DE PROFESSORAS ALFABETIZADORAS NEGRAS EM ITUIUTABA – MINAS GERAIS ( 1937 – 1970)

HISTÓRIA E MEMÓRIA DA FORMAÇÃO DOCENTE NA ESCOLA NORMAL OFICIAL DE DIAMANTINA, 1951 A 1974.

COMUNICAÇÕES INDIVIDUAIS – S3 – EIXO 7

RAYLANE ANDRESSA DIAS NAVARRO BARRETO O MÉTODO DE OLGA REVERBEL PARA O TEATRO NA ESCOLA

O PENSAMENTO PEDAGÓGICO DE ROCHA POMBO: UMA LEITURA DO LIVRO DIDÁTICO NOSSA PÁTRIA (1917 A 1970)

CONTRIBUIÇÕES PEDAGÓGICAS DE BOGDAN SUCHODOLSKI (1903-1992)

AS CONTRIBUIÇÕES DE JOSÉ VERÍSSIMO E GILBERTO FREYRE PARA O PENSAMENTO EDUCACIONAL BRASILEIRO

O IDEÁRIO DE ANÍSIO TEIXEIRA E AS PROPOSTAS ATUAIS PARA A ESCOLA PÚBLICA DE TEMPO INTEGRAL

COMUNICAÇÕES INDIVIDUAIS – S3 – EIXO 7

OS PROGRAMAS DE CIÊNCIAS NATURAIS DA 1.a REPÚBLICA

LIÇÕES DE ENSINO DE HISTÓRIA: TRÊS MOMENTOS DE UM MESMO MATERIAL DIDÁTICO

A GEOGRAFIA ESCOLAR NO ENSINO LICEAL E SECUNDÁRIO, EM PORTUGAL, NO SÉCULO XX

ENSINO DE HISTÓRIA: MEMÓRIAS E ESCRITOS DE UM CAMPO DE PESQUISA

CAMINHOS DA HISTÓRIA DO ENSINO DE LÍNGUAS NO BRASIL: DE PAULO FREIRE AO LETRAMENTO CRÍTICO

COMUNICAÇÕES INDIVIDUAIS – S3 – EIXO 7

AS AULAS DE NUTRIÇÃO E DIETÉTICA DA ESCOLA TÉCNICA DE ENFERMEIRAS (1940-1970)

A ORGANIZAÇÃO DO ENSINO JURÍDICO NO IMPÉRIO BRASILEIRO: AUTORES, IDÉIAS E PRÁTICAS

INSTRUÇÃO E ENSINO NA OBRA DE DOM FREI MANUEL DO CENÁCULO

APRÍGIO GONZAGA: UM SELETO NORMALISTA FAZENDO HISTÓRIA NO ENSINO PROFISSIONAL

O PENSAMENTO EDUCATIVO E CIVILIZADOR DOS JURISTAS: UMA ANÁLISE A PARTIR DA QUESTÃO DA ILEGITIMIDADE

COMUNICAÇÕES INDIVIDUAIS – S3 – EIXO 8

QUADROS DE FORMATURA DO COLÉGIO CORAÇÃO DE JESUS 1922 -1929: CONTRIBUIÇÕES PARA O ESTUDO DA HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO EM SANTA CATARINA

ARQUIVOS PESSOAIS DE PROFESSORES: REFLEXÕES METODOLÓGICAS E PERSPECTIVAS DE INVESTIGAÇÃO

ARQUIVO ESCOLAR DE PORTA ENTRE ABERTA: QUEM E COMO POR AQUI CIRCULOU?

COMUNICAÇÕES INDIVIDUAIS – S3 – EIXO 8

NO RASTRO DO PATRIMÔNIO EDUCATIVO MINEIRO: A BIBLIOTECA “ANTÔNIO TORRES” E OS SERVIÇOS DE PRESERVAÇÃO DE ARQUIVOS E DIVULGAÇÃO CULTURAL

O MUSEU ANTROPOLÓGICO DA UFG E A DEMOCRATIZAÇÃO DO ACESSO AO CONHECIMENTO

CULTURA MATERIAL E O PATRIMÔNIO MUSEOLÓGICO: MEMÓRIA E HISTÓRIA DO INSTITUTO BATISTA CORRENTINO

COMUNICAÇÕES INDIVIDUAIS – S4 – EIXO 1

CAMPO DE INVESTIGAÇÃO DA HISTÓRIA DAS DISCIPLINAS ESCOLARES A PARTIR DE GRUPOS DE PESQUISAS BRASILEIROS

O MÉTODO E O TRABALHO DIDÁTICO: UM DEBATE SOB O ENFOQUE HISTÓRICO

ESCRITA DA HISTÓRIA DO ENSINO SECUNDÁRIO NO BRASIL: O CAMINHO PARA AS FONTES

CAMINHOS PARA AURÉLIA DE SOUZA BRAGA PELOS NARRADORES DE SUA VIDA NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO (1930-1945)

IMPRESSO: FONTE E OBJETO DE PESQUISA EM TEMAS EDUCACIONAIS

COMUNICAÇÕES INDIVIDUAIS – S4 – EIXO 3

A CIRCULAÇÃO DE SABERES NA FORMAÇÃO CONTINUADA DOS PROFESSORES: UMA ANÁLISE DO PEC MUNICÍPIOS NA PERSPECTIVA DOS ESTUDOS COMPARADOS EM EDUCAÇÃO

AS PRÁTICAS PEDAGÓGICAS DO MOVIMENTO DE EDUCAÇÃO DE BASE EM FONTE BOA/AM

A INSTITUCIONALIZAÇÃO DA FORMAÇÃO DOCENTE EM NÍVEL SUPERIOR NO BRASIL: UMA ANÁLISE NA HISTORIOGRAFIA

O PAPEL DA IMAGEM NA ESCOLA DA ESCRITA

PROVA NACIONAL DE CONCURSO PARA INGRESSO NA CARREIRA DOCENTE NAS POLÍTICAS DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES NO BRASIL

COMUNICAÇÕES INDIVIDUAIS – S4 – EIXO 3

A EDUCAÇÃO PRIMÁRIA NO ESTADO DO PARANÁ NA DÉCADA DE 1960: ORIENTAÇÕES METODOLÓGICAS PARA O ENSINO DA MATEMÁTICA

A EXPANSÃO DA ESCOLA PRIMÁRIA NO RIO GRANDE DO NORTE (BRASIL, 1945-1961)

O ENSINO PRIMÁRIO NA I REPÚBLICA, EM VISEU. DISCURSOS, PRÁTICAS E ATORES

O INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS PEDAGÓGICOS (INEP) E AS INICIATIVAS DE EXPANSÃO DA ESCOLA PRIMÁRIA RURAL EM SERGIPE (1947-1951)

A INVENÇÃO DO RECREIO NA ESCOLA PRIMÁRIA A PARTIR DA MOBILIZAÇÃO DO TEMPO ESCOLAR (PARANÁ – BRASIL, 1901–1921): ELEMENTOS PARA PENSAR OS DISPOSITIVOS CURRICULARES DE AFETAÇÃO DAS SENSIBILIDADES NA ESCOLA

COMUNICAÇÕES INDIVIDUAIS – S4 – EIXO 3

HISTÓRICO DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL BRASILEIRA NA MODALIDADE A DISTÂNCIA

A ESCOLA DE APRENDIZES ARTÍFICES E A CIDADE DO NATAL (BRASIL), ENTRE 1909 E 1937

REFORMAS DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E DE ENSINO MÉDIO: IMPLICAÇÕES NA ETFRN E CEFET-RN (1995-2001)

O COMITÊ PARA DEMOCRATIZAÇÃO DA INFORMÁTICA E A CIBERCULTURA

O ENGRANDECIMENTO MINEIRO E A EDUCAÇÃO: REPERTÓRIOS DE PROGRESSO

COMUNICAÇÕES INDIVIDUAIS – S4 – EIXO 4

O EXTERNATO NORMAL DA PARAHYBA DO NORTE: ENTRE O IDEAL E O REAL

ESCOLA GUATEMALA: UM ESPAÇO DE EXPERIMENTAÇÃO PEDAGÓGICA NA DÉCADA DE 1950

O COLÉGIO SANTÍSSIMO SACRAMENTO: LUGAR DE FORMAÇÃO DE PROFESSORAS EDUCADAS “DENTRO DA SÃ MORAL E DOS PRINCÍPIOS DA SANTA RELIGIÃO”

INSTITUTO DE EDUCAÇÃO “FERNANDO COSTA” (1953-1975) E SEUS ESPAÇOS

COLÉGIO INSTITUTO NOROESTE: UM SISTEMA EDUCATIVO PROTESTANTE (BIRIGUI/SP - BRASIL - 1918/2014)

COMUNICAÇÕES INDIVIDUAIS – S4 – EIXO 4

MEMÓRIAS DO GRUPO ESCOLAR OTAVIANO BASÍLIO HERÁCLIO DO RÊGO, MUNICÍPIO DE LIMOEIRO-PE, BRASIL

ADRIANO ANTERO E O ENSINO DA ECONOMIA NO PORTO

A HISTÓRIA DO INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO DE GARÇA E DO CURSO NORMAL SUPERIOR (2003-2007): ASPECTOS DA CULTURA ESCOLAR

O BRASIL NA ACADEMIA POLITÉCNICA DO PORTO (1837-1911)

INDUSTRIALIZAÇÃO E MODERNISMO: O COLÉGIO DE CATAGUASES

COMUNICAÇÕES INDIVIDUAIS – S4 – EIXO 4

A HISTÓRIA DO CURSO NORMAL DO COLÉGIO IMACULADA CONCEIÇÃO SITUADO NA CIDADE DE TUPACIGUARA-MG NO PERÍODO DE 1961-1977

EDUCAÇÃO JESUÍTICA NO SÉCULO XVI: O COLÉGIO DE SANTO ANTÃO E A AULA DE ESFERA

HISTÓRIA DAS ESCOLAS NOTURNAS PRIMÁRIAS DE UBERLÂNDIA- MG: USOS DO ESPAÇO E DO TEMPO (1947 A 1963)

HISTÓRIA DO COLÉGIO MARISTA NO CONTEXTO DA URBANIZAÇÃO DE CASCAVEL

HISTÓRIA DA IMPLANTAÇÃO DO GINÁSIO EVANGÉLICO RUI BARBOSA DE MARECHAL CÂNDIDO RONDON, PARANÁ (1959-1969).

COMUNICAÇÕES INDIVIDUAIS – S4 – EIXO 5

A AUTORIA DOS MANUAIS ESCOLARES: O QUE PODE ESCONDER

A INSTRUÇÃO COMO MISSÃO: LIVROS, MANUAIS E COMPÊNDIOS DIDÁTICOS E HISTÓRICOS DE ROCHA POMBO, 1900-1933

ENTRE ESCRITAS E SIMBOLISMOS. LIVROS ESCOLARES DE EDUCAÇÃO MORAL E CÍVICA NO BRASIL DOS ANOS 70

VAMOS ESTUDAR? – UM CASO DE APROPRIAÇÃO DE LIVRO DIDÁTICO NA ESCOLA PRIMÁRIA EM PARANAÍBA/ MATO GROSSO/BRASIL (1950-1960)

CORDEL: O VERSO NA HISTÓRIA E NA ESCOLA (1990-2007)

COMUNICAÇÕES INDIVIDUAIS – S4 – EIXO 5

CIRCULAÇÃO DAS IDEIAS DE HIGIENE PUBLICADAS NO JORNAL SERGIPANO DIÁRIO DA MANHÃ DO ANO DE 1911

JOÃO DE DEUS E A CARTILHA MATERNAL: CONTRIBUIÇÃO PARA HISTÓRIA DA ALFABETIZAÇÃO NO BRASIL

EDUCAÇÃO POPULAR E SENTIMENTO NATIVISTA NA DEVOÇÃO AOS SANTOS NEGROS FRANCISCANOS NO BRASIL COLONIAL – 1700-1750

A BIBLIOTECA POPULAR DE LISBOA E AS BIBLIOTECAS MÓVEIS NA I REPUBLICA

ALFABETIZAÇÃO SOB MEDIDA? ESCRITAS INFANTIS EM DESTAQUE NO PRIMEIRO LIVRO DE HISTÓRIAS (1941)

COMUNICAÇÕES INDIVIDUAIS – S4 – EIXO 6

A REFORMA EDUCATIVA DE POMBAL E O COLÉGIO REAL DOS NOBRES, 1766: COTEJO ENTRE OS ESTATUTOS DE 1761 E O MODELO ATUAL DE GESTÃO ESCOLAR

ÁLBUM DAS CRIANÇAS: APONTAMENTOS SOBRE RETRATOS DA INFÂNCIA EM UM LIVRO DE LEITURA NO BRASIL (1897)

ITINERÁRIOS DOCENTES NA EDUCAÇÃO INFANTIL: OLHARES SOBRE GÊNERO NAS MEMÓRIAS DE PROFESSORAS

A PRESENÇA DE CRIANÇAS POBRES E NEGRAS NA ESCOLA DE APRENDIZES MARINHEIROS NO MARANHÃO OITOCENTISTA

HISTÓRIA E CONTEXTO DE FORMAÇÃO DOCENTE E TRABALHO NA EDUCAÇÃO INFANTIL EM QUIRINÓPOLIS-GO

COMUNICAÇÕES INDIVIDUAIS – S4 – EIXO 6

A IDEIA DE MISSÃO NAS NARRATIVAS (AUTO)BIOGRÁFICAS DE MÚSICOS-EDUCADORES: OS CASOS DE VILLA-LOBOS E LOPES-GRAÇA

A APLICABILIDADE DO CONCEITO DE MEDIAÇÃO CULTURAL NA ANÁLISE HISTÓRICA DE DOIS INTELECTUAIS

TELEVISÃO E TELEDRAMATURGIA NA HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO BRASILEIRA: O ENSINO DE JOVENS E ADULTOS NA TELENOVELA JOÃO DA SILVA (1960-1975)

UMA HISTÓRIA DA DISCIPLINA DIDÁTICA DO CEFAM DE MARÍLIA/SP (1990 A 2001) SOB A PERSPECTIVA DE COORDENADORAS PEDAGÓGICAS EGRESSAS: PRIMEIRAS AÇÕES

COMUNICAÇÕES INDIVIDUAIS – S4 – EIXO 6

INFLUÊNCIA E CONTRIBUIÇÕES DE UM IMIGRANTE ALEMÃO NA EDUCAÇÃO DE LINHA CECÍLIA - RIO GRANDE DO SUL XIX

INFLUÊNCIA E CONTRIBUIÇÕES DE UM IMIGRANTE ALEMÃO NA EDUCAÇÃO DE LINHA CECÍLIA - RIO GRANDE DO SUL XIX

ENTRE CADERNOS E DISCURSOS: UMA HISTÓRIA DO ENSINO DA LEITURA NO ESPÍRITO SANTO, BRASIL (2001-2008)

“POR QUE É QUE FAZEMOS O QUE FAZEMOS EM SALA E AULA?”: COMPRESSÕES DA DOCÊNCIA NARRADAS POR PROFESSORES EM TEMPOS SOMBRIOS NO ESPÍRITO SANTO (1964-1985)

COMUNICAÇÕES INDIVIDUAIS – S4 – EIXO 7

VISÕES DOS BACHARÉIS SOBRE LEI DE TERRAS DE 1850: CONFIGURAÇÕES DE CULTURA JURÍDICA E POLÍTICA

AS PROPOSTAS EDUCACIONAIS DE DOM EMANUEL GOMES DE OLIVEIRA: DA AÇÃO “PROGRESSISTA” AO PENSAMENTO CONSERVADOR (GOIÁS, BRASIL 1922-1955)

A EDUCAÇÃO NA TRAJETÓRIA DE JOSEPH HERMAN, O BARÃO DE TAUTPHOEUS (1812 -1890)

O INTERNATO DO COLEGIO PATROCÍNIO DE SÃO JOSÉ NA CIDADE DE ARACAJU (1940)

ANCHIETA: A CONFIGURAÇÃO DE UM HERÓI NA TRAJETÓRIA POLÍTICA DE AMÉLIA REZENDE MARTINS

COMUNICAÇÕES INDIVIDUAIS – S4 – EIXO 7

A EDUCAÇÃO INFANTIL ATRAVÉS DA IMPRENSA DE EDUCAÇÃO E ENSINO: A REVISTA “EDUCAÇÃO SOCIAL” (1924-1927)

DIFUNDINDO SABERES PEDAGÓGICOS ESTRANGEIROS: A REVISTA DO ENSINO E A CONFORMAÇÃO DAS PRÁTICAS DOCENTES

REVISTA DO ENSINO DA PARAÍBA (1932-1942): VEÍCULO DE DIFUSÃO DO IDEÁRIO ESCOLANOVISTA

INTELECTUAIS, EDUCAÇÃO E IMPRENSA: PERSPECTIVAS TEÓRICO-METODOLÓGICAS À HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO

COMUNICAÇÕES INDIVIDUAIS – S4 – EIXO 7

A CRÍTICA DE PASCHOAL LEMME AOS INSTRUMENTOS DIDÁTICOS DA ESCOLA PÚBLICA BRASILEIRA, SÉCULO XX

AS CONTRIBUIÇÕES DE FLORESTAN FERNANDES NA DEFESA DA ESCOLA PÚBLICA BRASILEIRA (1980 – 1995)

OS PRESSUPOSTOS TEÓRICOS DA EDUCAÇÃO INTEGRAL NO PROJETO ANISIANO

O RADIOEDUCADOR BRASILEIRO GENOLINO AMADO E A BIBLIOTECA DO AR

A CONSTRUÇÃO DA JUVENTUDE NO SÉCULO XIX NO BRASIL

COMUNICAÇÕES INDIVIDUAIS – S4 – EIXO 8

MUSEU DA ESCOLA NORMAL RURAL DE JUAZEIRO DO NORTE: CIÊNCIA E PATRIMÔNIO HISTÓRICO

VAMOS AO MUSEU? – MUSEUS PEDAGÓGICOS PELA EUROPA (1930-1940)

MUSEALIZAÇÃO DO PATRIMÔNIO MATERIAL DO GINÁSIO PARANAENSE: O LABORATÓRIO DE FÍSICA E QUÍMICA DOS ANOS DE 1904 E 1920.

MUSEU DA EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL, UM TERRITÓRIO DE MEMÓRIA EDUCATIVA

O MEMORIAL DO COLÉGIO MARISTA ARQUIDIOCESANO DESÃO PAULO E LEVANTAMENTO TÉCNICO DIAGNÓSTICO DA COLEÇÃO DO MUSEU ESCOLAR DO EXTINTO COLÉGIO MARISTA DE SANTOS (BRASIL): TRANSFERÊNCIA DE MATERIAIS, APRESENTAÇÃO GERAL, PRIMEIROS TRABALHOS, RESULTADOS PARCIAIS.

Comunicações Individuais – S5 – Eixo 1

A ESCOLA ESTADUAL MISTA DESDOBRADA DE VARGEM DO CEDRO (1933–1944) E A ESCOLA ISOLADA MODELO (1937–1942) – UM PERCURSO DE INVESTIGAÇÃO EM HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO

O ENSINO DE PRIMEIRO ANO PRIMÁRIO NAS DÉCADAS DE 1930 A 1950: A GEOMETRIA NAS CINCO REGIÕES BRASILEIRAS

EXPANSÃO DE INSTITUIÇÕES DE ENSINO NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO: MUNICÍPIO DE TERESÓPOLIS (1896–1976)

TECENDO OS FIOS DA MEMÓRIA INSTITUIDORA DA ESCOLA: A UNED DE VITÓRIA DA CONQUISTA

Comunicações Individuais – S5 – Eixo 1

“NÃO IMAGINAS QUEM TE ESCREVE...” O EPISTOLÁRIO DE CHIARA LUBICH E SUAS ESTRATÉGIAS DE FORMAÇÃO

CAIXA DE HISTÓRIAS: A CRIAÇÃO DE UM BANCO DE DADOS DE CARTAS ESCRITAS POR MONITORES E ALUNOS DAS ESCOLAS RADIOFÔNICAS DO MOVIMENTO DE EDUCAÇÃO DE BASE DE PERNAMBUCO COMO FONTE PARA A HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO

SOCIEDADE DE CORRESPONDÊNCIA E A INSTRUÇÃO PÚBLICA: FONTE DE PESQUISA NOS JORNAIS DO NORDESTE NO IMPÉRIO BRASILEIRO

A LITERATURA DA AMAZÔNIA COMO FONTE PARA A HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO DA CRIANÇA (1897-1920): DIÁLOGOS E POSSIBILIDADES INTERPRETATIVAS

A EDUCAÇÃO NAS CARTAS EDIFICANTES DOS JESUÍTAS PORTUGUESES NO INÍCIO DO SÉCULO XX NO SERTÃO NORDESTINO BRASILEIRO

Comunicações Individuais – S5 – Eixo 3

OS PARQUES INFANTIS CAMPINEIROS E A HISTÓRIA DAS PRÁTICAS EDUCATIVAS NA EDUCAÇÃO DA INFÃNCIA

NOÇÕES HISTÓRICAS E EDUCAÇÃO INFANTIL: UMA HISTÓRIA DO DEBATE CURRICULAR NESSA ETAPA DA EDUCAÇÃO A PARTIR DA LEITURA DE DOCUMENTOS FEDERAIS E MUNICIPAIS REFERENTES À CIDADE DE SÃO PAULO (1998 - 2014)

A ESCOLARIZAÇÃO DA INFÂNCIA EM GOIÁS E MATO GROSSO NA PRIMEIRA REPÚBLICA BRASILEIRA (1889-1930): ASPECTOS HISTÓRICOS

HISTÓRIA E MEMÓRIA: POLÍTICAS PÚBLICAS DE INTREGAÇÃO DAS TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO À EDUCAÇÃO EM SERGIPE

CRECHE UNIVERSITÁRIA CASINHA DO SOL: DESMISTIFICANDO A VISÃO REDUCIONISTA COMO LUGAR DE “GUARDA” (1998-2013)

Comunicações Individuais – S5 – Eixo 3

O ENSINO PÚBLICO PRIMÁRIO NA CONSTITUIÇÃO DO IMPÉRIO DE 1824: UM DIREITO DE SEGUNDA GERAÇÃO AVANT LA LETTRE?

FILOSOFIA PARA CRIANÇAS UM OLHAR RETROSPECTIVO (1969-2010)

OS PROGRAMAS DE ENSINO E OS SABERES ELEMENTARES MATEMÁTICOS NO CURSO PRIMÁRIO DA BAHIA DE 1940: UMA ANÁLISE DO PROGRAMA EXPERIMENTAL DO ENSINO (PRÉ-PRIMÁRIO E ELEMENTAR)

MODERNIDADE LIMITADA: AS INICIATIVAS DE INSTRUÇÃO PARA OS TRABALHADORES, NO RIO DE JANEIRO (1870-1910)

ENTRE A NORMATIZAÇÃO DA EDUCAÇÃO ESCOLAR INDÍGENA NO BRASIL E MODOS INDÍGENAS DE APROPRIAÇÃO DA ESCOLA: O CASO DOS TUPINAMBÁ DE OLIVENÇA/BAHIA

Comunicações Individuais – S5 – Eixo 4

MEMÓRIA DA EDUCAÇÃO RURAL BRASILEIRA: DOS SUBTERFÚGIOS À PREEMINÊNCIA DE UMA MEMORIA SUBTERRÂNEA (UBERLÂNDIA, 1930 A 1953)

O MUNICÍPIO E A EXPANSÃO ESCOLAR EM PIRACICABA NO INÍCIO DA PRIMEIRA REPUBLICA

O MUNICÍPIO E O ENSINO RURAL: A ESCOLA PRIMÁRIA E A FORMAÇÃO DE PROFESSORES EM CIANORTE-PARANÁ (1950-1970)

ESCOLA MUNICIPAL RURAL DE ENSINO FUNDAMENTAL VALE DO RIO DOCE EM RIO VERDE-GO: INSTITUIÇÃO ESCOLAR CONSTITUÌDA A PARTIR DO MOVIMENTO SEM TERRA

A INSTITUIÇÃO DE ENSINO PROFISSIONAL SENAI: UM OLHAR SOBRE A RELAÇÃO EDUCAÇÃO E TRABALHO NA FORMAÇÃO DE JOVENS APRENDIZES DÉCADA DE 1960-1990

Comunicações Individuais – S5 – Eixo 4

SITUAÇÃO DE FRAGILIDADE E DE RISCO PARA OS MENORES APRENDIZES DA COMPANHIA DE APRENDIZES MARINHEIROS DO CEARÁ

O INTERNATO DO COLEGIO PATROCÍNIO DE SÃO JOSÉ NA CIDADE DE ARACAJU (1940)

DAS ESCOLAS DE APRENDIZES ARTÍFICES AOS INSTITUTOS FEDERAIS: EXPANSÃO E DESAFIOS DE UMA NOVA INSTITU- CIONALIDADE NA EDUCAÇÃO BRASILEIRA

A EDUCAÇÃO DO CORPO NOS CENTROS INTEGRADOS DE EDUCAÇÃO PÚBLICA

NARRANDO A HISTÓRIA DA CRIAÇÃO DAS ESCOLAS HOSPITAIS NO RIO DE JANEIRO PELO ACOMPANHAMENTO DA ATUAÇÃO DO INTELETUAL MÉDICO OSCAR CLARK (1916-1939)

Comunicações Individuais – S5 – Eixo 4

CATOLICISMO E EDUCAÇÃO: AS CONGREGAÇÕES FEMININAS ITALIANAS E O ENSINO NO PARANÁ

EDUCAÇÃO PELA FÉ: ESTUDO SOBRE AS PRÁTICAS ESCOLARES NO COLÉGIO DO SALVADOR EM ARACAJU/SERGIPE/BRASIL (1935-1959)

O GRUPO ESCOLAR TENENTE CORONEL JOSÉ CORREIA NO CONTEXTO SOCIOCULTURAL DA CIDADE DO ASSÚ (1911-1950)

EXPERIÊNCIAS RELIGIOSAS NA HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO: AS FILHAS DA CARIDADE EM MINAS GERAIS E NO RIO DE JANEIRO (1850-1900).

ESCOLAS POLIVALENTE: A POLÍTICA EDUCACIONAL DA DITADURA CIVIL-MILITAR BRASILEIRA

Comunicações Individuais – S5 – Eixo 7

MARIA ANGELICA DA GAMA CABRAL COUTINHO INTELECTUAIS PAN-AMERICANOS SOB O CÉU DA GUERRA FRIA: O CONSELHO DE EDUCAÇÃO SUPERIOR NAS REPÚBLICAS AMERICANAS (1958-1978)

A CIRCULAÇÃO DOS SABERES PEDAGÓGICOS NAS PRIMEIRAS DÉCADAS DOS NOVECENTOS NO BRASIL: UM ESTUDO A PARTIR DA INFLUÊNCIA DOS EDUCADORES PAULISTA

CONFIGURAÇÃO SOCIOPOLÍTICA DO PENSAMENTO PEDAGÓGICO NA UNIVERSIDADE PEDAGÓGICA DE MOÇAMBIQUE (1985-2009)

HISTÓRIA INTELECTUAL, CIRCULAÇÃO DE INTERNACIONAL DE IDEIAS E ESPAÇO PÚBLICO: PORTUGAL E BRASIL, DIÁLOGOS INSTITUCIONAIS EM PERSPECTIVA COMPARADA

AMOR E INTELECTO NO PENSAMENTO DE GUILHERME DE SAINT-THIERRY (1070-1148): UM ESTUDO DA EDUCAÇÃO MONACAL CISTERCIENSE NO MEDIEVO

Comunicações Individuais – S5 – Eixo 4

MOVIMENTO DE EDUCAÇÃO DE BASE (MEB): UMA EXPERIÊNCIA EDUCACIONAL COM JOVENS E ADULTOS (1961/1966)

TELESCOLA – UM ESPAÇO MEDIÁTICO E INOVADOR NUM CONTEXTO EDUCATIVO CINZENTO

A BRINQUEDOTECA NO EJA: UM ESPAÇO A FAVOR DAS ALUNAS/MÃES E DO COMBATE A EVASÃO ESCOLAR

ENSINAR OU ENSINAR A PENSAR: CONTRIBUTOS DO PROGRAMA EDUCATIVO BRASILEIRO: TELECURSO 2000–2015

Comunicações Individuais – S5 – Eixo 6

“MÉTODO REVOLUCIONÁRIO DE EDUCAÇÃO FÍSICA”: A CIRCULAÇÃO DO PROFESSOR GERHARD SCHMIDT E DO MÉTODO NATURAL AUSTRÍACO NO BRASIL (1950-1970)

AUGUSTE LISTELLO E A EDUCAÇÃO FÍSICA DESPORTIVA GENERALIZADA NO BRASIL (1952-1976): SABERES E SUJEITO(S) EM CIRCULAÇÃO

PAULO LAURET: UM MESTRE PORTUGUÊS DE GINÁSTICA NA IMPRENSA PERIÓDICA DO RIO DE JANEIRO (1880-1918)

A BOA CONSTITUIÇÃO DO CORPO ACOMPANHA A NOBREZA DA ALMA: A EDUCAÇÃO FÍSICA DA MULHER MATO-GROSSENSE (1930-1945)

PROCESSOS DE ADMISSÃO DE PROFESSORES NO GINÁSIO DO ESPÍRITO SANTO, BRASIL: OS CONCURSOS PARA CATEDRÁTICOS (1917-1931)

Comunicações Individuais – S5 – Eixo 7

OLIMPÍADAS ESCOLARES NO ESPÍRITO SANTO: A ANÁLISE DE UMA PRÁTICA EDUCATIVA (1946 – 1954)

PROFESSORES EM FORMAÇÃO E O ENSINO DE PSICOLOGIA SEGUNDO NOEMY DA SILVEIRA RUDOLFER (1927 – 1956)

MEMÓRIAS DOCENTES NO CONTEXTO DO I PROGRAMA ESPECIAL DE EDUCAÇÃO: NARRATIVAS E TESTEMUNHOS NUM TEMPO DE NOVO PORVIR

EDUCAÇÃO E AMOR: MELHORIAS DO OBJETO NOS SERMÕES DE ANTÔNIO VIEIRA NO SÉC. XVII

A ESCOLARIZAÇÃO DOS COPOS DÓCEIS: OS INCORRIGÍVEIS E/OU INDISCIPLINADOS, NA PERSPECTIVA DA PSICOPEDAGO- GIZAÇÃO DA INFÂNCIA

Comunicações Individuais – S5 – Eixo 6

PRÁTICAS DE ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR: A ATUAÇÃO DAS DIRETORAS DE GRUPOS ESCOLARES NO NORTE MARANHENSE DÉCADAS DE 1960 E 1970

HISTÓRIA DE UM ARQUIVAMENTO DE SI: O ACERVO PESSOAL DE JÚLIO CÉSAR DE MELLO E SOUSA (MALBA TAHAN).

HISTÓRIAS DE VIDA: A FORMAÇÃO CONTINUADA DOS PROFESSORES DE INSTITUIÇÕES PRIVADAS DE EDUCAÇÃO SUPERIOR

DIRETOR HONORATO FAUSTINO (1904-1930): TRAJETÓRIA E FONTES HISTÓRICAS DE UM EDUCADOR INTELECTUAL

Comunicações Individuais – S5 – Eixo 5

A LEITURA NA PINTURA BRASILEIRA DO SÉCULO XIX E INÍCIO DO XX

ADENTRANDO AOS ESPAÇOS DE LEITURA E VENDA DE LIVROS, COMPÊNDIOS E ARTEFATOS ESCOLARES NA CIDADE DA PARAHYBA (1850-1889)

CULTURA DA EDUCAÇÃO INFANTIL: ARQUITETURA, ESPAÇOS, TEMPOS E MATERIALIDADES DA REDE MUNICIPAL DE ENSINO DE FLORIANÓPOLIS (1976-2012)

CULTURA MATERIAL ESCOLAR RADIOFÔNICA E A EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS NA AMAZÔNIA BRAGANTINA (1960 - 1970)

HISTÓRIA DA LEITURA, LITERATURA E FORMAÇÃO DOCENTE

Comunicações Individuais – S5 – Eixo 7

OLIMPÍADAS ESCOLARES NO ESPÍRITO SANTO: A ANÁLISE DE UMA PRÁTICA EDUCATIVA (1946 – 1954)

PROFESSORES EM FORMAÇÃO E O ENSINO DE PSICOLOGIA SEGUNDO NOEMY DA SILVEIRA RUDOLFER (1927 – 1956)

MEMÓRIAS DOCENTES NO CONTEXTO DO I PROGRAMA ESPECIAL DE EDUCAÇÃO: NARRATIVAS E TESTEMUNHOS NUM TEMPO DE NOVO PORVIR

EDUCAÇÃO E AMOR: MELHORIAS DO OBJETO NOS SERMÕES DE ANTÔNIO VIEIRA NO SÉC. XVII

A ESCOLARIZAÇÃO DOS COPOS DÓCEIS: OS INCORRIGÍVEIS E/OU INDISCIPLINADOS, NA PERSPECTIVA DA PSICOPEDAGO- GIZAÇÃO DA INFÂNCIA

Comunicações Individuais – S6 – Eixo 1

FAZER-SE PROFESSOR ONTEM E HOJE: AMBIÊNCIA CULTURAL, EXPERIÊNCIA DE VIDA E FORMAÇÃO PROFISSIONAL INICIAL

EDUCAÇÃO, COTIDIANO E MISSIONARISMO ENTRE RIO DE JANEIRO E MINAS GERAIS: AS CARTAS DE MARTHA WATTS, UMA PROFESSORA-MISSIONÁRIA(1895-1908)

A PESQUISA NARRATIVA: O ESTUDO DA EXPERIÊNCIA NA PESQUISA QUALITATIVA

OS ANNUARIOS DO ENSINO DO ESTADO DE SÃO PAULO – AES (1907-1927) COMO FONTE PARA UMA HISTÓRIA DA DIDÁTICA EM INSTITUIÇÕES DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES NO ESTADO DE SÃO PAULO – BRASIL: ALGUNS ASPECTOS

INTELECTUAIS, IMPRENSA E EDUCAÇÃO: A HEGEMONIA EM DISPUTA

Comunicações Individuais – S6 – Eixo 1

DEPOIS DA HYBRIS A NOVA ORDEM: O PAPEL DOS IMPRESSOS NA FUNDAÇÃO DE POPULAÇÕES

O GRUPO ESCOLAR PARANHOS E A NOVA CULTURA ESCOLAR NO DISTRITO DE IGUABA GRANDE-SÃO PEDRO D'ALDEIA - RIO DE JANEIRO

PERIÓDICOS COMO FONTE DE ESTUDO (1931-1940)

AS MÃES DE FAMÍLIAS FUTURAS: A REVISTA O TICO-TICO E A FORMAÇÃO DAS MENINAS BRASILEIRAS (1905 A 1925)

Comunicações Individuais – S6 – Eixo 4

CURSO DE PEDAGOGIA DO CPTL: DIFICULDADES E DILEMAS NA CONSTRUÇÃO DO CAMINHO METODOLÓGICO DA PESQUISA EM EDUCAÇÃO

ENSINO PELA PESQUISA NA FUNDAÇÃO LIBERATO: CONSTRUÇÃO DE UMA ESCOLA TÉCNICA, UM PERCURSO DE MAIS DE UMA DÉCADA – 1956 A 1967

EDUCAÇÃO DE PROFESSORAS RURAIS EM GUAJARÁ-MIRIM/ MT/BRASIL (1932 A 1960)

DIFERENTES EXPERIÊNCIAS DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL NA METALURGIA CASAL, 1965-1992

A DISCIPLINA DE DIDÁTICA NO CURSO NORMAL SUPERIOR – ISEG DE GARÇA-SP (2003-2006): DA DIDÁTICA PRESCRITA – FINALIDADES DE OBJETIVO, À DIDÁTICA VIVENCIADA – FINALIDADES REAIS

Comunicações Individuais – S6 – Eixo 3

DEZ ANOS DA REFORMA CURRICULAR DA REDE MUNICIPAL DE ENSINO DE CAMPINAS - SP: O CASO DA AVALIAÇÃO DESCRITIVA EM LÍNGUA PORTUGUESA NOS ANOS FINAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL

ENTRE PRÁTICAS E REPRESENTAÇÕES: A MEMÓRIA REVELANDO A EDUCAÇÃO PRIMÁRIA NA CIDADE DE ARACAJU/SE/BRASIL – DÉCADA DE 1980

AS POLÍTICAS DE CURRÍCULO PARA A EDUCAÇÃO BÁSICA NO PLANO NACIONAL DE EDUCAÇÃO (2014 -2024)

CURRICULO PARA AS RELAÇÕES ETNICORRACIAIS: UMA PROPOSTA DE ESTUDO E REFLEXÃO SOBRE A HISTÓRIA E A CULTURA AFRICANA E AFRO-BRASILEIRA

AS ORIENTAÇÕES DO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS PEDAGÓGICOS – INEP PARA A ALFABETIZAÇÃO E A MATEMÁTICA NO ENSINO PRIMÁRIO DA DÉCADA DE 1960

Comunicações Individuais – S6 – Eixo 4

CAMINHOS DA EDUCAÇÃO NO NORDESTE BRASILEIRO: AS ESCOLAS DA COMPANHIA HIDROELÉTRICA DO SÃO FRANCISCO (1945-2000)

SAIAS AO VENTO: FORMAÇÃO E MILITÂNCIA POLÍTICA DE MULHERES NO TEMPO DA DITADURA MILITAR BRASILEIRA (1960-1970)

A DINÂMICA DA LIGA MICAELENSE DE INSTRUÇÃO PÚBLICA - UM CONTRIBUTO DE SUCESSO NO COMBATE AO ANAL- FABETISMO EM S. MIGUEL NOS INÍCIOS DO SÉCULO XX

GÊNESE E EDUCAÇÃO DAS CONGREGAÇÕES CATÓLICAS FRANCESAS NO BRASIL

Comunicações Individuais – S6 – Eixo 4

ESCOLA DE ARTES DECORATIVAS SOARES DOS REIS. UMA ESCOLA DE EXCELÊNCIA NAS DÉCADAS DE 40 A 70 DO SÉCULO VINTE

O CLUBISMO EM VILA NOVA DE GAIA, NAS ÚLTIMAS DÉCADAS DO SÉCULO XIX E PRIMEIRAS DO SÉCULO XX: INTENÇÃO E AÇÃO EDUCATIVAS

DO INFERNO À COBIÇA ESTUDO SOBRE AS TRANSFORMAÇÕES DO COMPLEXO DE QUINTINO

REVISITANDO A TRAJETÓRIA DO IFRN - CAMPUS MOSSORÓ

A UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ E A PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM EDUCAÇÃO

Comunicações Individuais – S6 – Eixo 4

GRUPO ESCOLAR 13 DE MAIO E A EDUCAÇÃO PRIMÁRIA NA PERIFEIRA DE UBERLÂNDIA – MG 1961-1971

EM DIÁLOGO O DOCUMENTO E O CONHECIMENTO HISTÓRICO: O GRUPO ESCOLAR VISCONDE DE PORTO SEGURO, EM SOROCABA (SP)

A PEDAGOGIA NAS UNIVERSIDADES DE COIMBRA E ÉVORA NO SÉCULO XVI

GRUPOS ESCOLARES EM TRANSFORMAÇÃO: REALIDADE DA EDUCAÇÃO PRIMÁRIA NO RIO GRANDE DO NORTE, NAS PRIMEIRAS DÉCADAS DO SÉCULO XX

A HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA NO INSTITUTO FEDERAL DE SERGIPE - CAMPUS ESTÂNCIA - E SUA CONTRIBUIÇÃO PARA A DEMOCRATIZAÇÃO DA EDUCAÇÃO

Comunicações Individuais – S6 – Eixo 3

A EDUCAÇÃO A SERVIÇO DO ESTADO NOVO NO BRASIL (1937-1945): POLÍTICAS E PRÁTICAS EDUCATIVAS

FEDERALISMO E FINANCIAMENTO DA EDUCAÇÃO BRASILEIRA: ANÁLISE HISTÓRICO-COMPARADA (1988-2013)

EDUCAÇÃO E POLÍTICA NO IMPÉRIO BRASILEIRO: A CONTRADANÇA DOS PRESIDENTES DE PROVÍNCIA E A INSTRUÇÃO PÚBLICA (1850-1889)

O ORÇAMENTO DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL NO BRASIL ENTRE OS ANOS DE 2004 A 2014

DA PRESENÇA DO SINDICALISMO DOCENTE UNIVERSITÁRIO NA AMÉRICA LATINA – HISTÓRIA E EMBATES POLÍTICOS EDUCACIONAIS NA CONTEMPORANEIDADE: 1990-2010

Comunicações Individuais – S6 – Eixo 5

MARIA ROSA RODRIGUES MARTINS DE CAMARGO DA VOZ DOS DECLAMADORES DE POEMAS DO SÉCULO XVII AOS POETAS MARGINAIS CONTEMPORÂNEOS: EM BUSCA DE INDÍCIOS DE PRÁTICAS CULTURAIS

TINTA E PAPEL, ORNAMENTOS DO SABER ESCRITO EM CADERNOS ESCOLARES (1929-1941).

O ESPIRITISMO COMO INSTÂNCIA DE PARTICIPAÇÃO NAS CULTURAS DO ESCRITO EM CAETITÉ, BAHIA, BRASIL (1905-1930): O CASO DE UM SUJEITO

ASPECTOS DA FORMAÇÃO DOCENTE EM SANTA CATARINA E AS REFORMAS POLÍTICOS EDUCACIONAIS DA ESCOLA NORMAL EM FLORIANÓPOLIS (1892-1910): VESTÍGIOS DE UMA CULTURA ESCOLAR

LETRAMENTOS NO LIVRO DIDÁTICO: ESTRATÉGIAS DE LEITURA DOS GÊNEROS TEXTUAIS

Comunicações Individuais – S6 – Eixo 5

MOSTRAR O MODERNO, VIVER O POSSÍVEL

NARRANDO MEMÓRIAS E TECENDO HISTÓRIAS

FOLHINHA MARIANA: ANÁLISE DO IMPRESSO CATÓLICO E DE ALGUNS MODOS DE APROPRIAÇÃO DOS LEITORES

A COLEÇÃO "AS MAIS BELAS HISTÓRIAS": UMA HISTÓRIA (1954 -1970)

PROFESSORES-AUTORES DE LIVROS DIDÁTICOS: OS SENTIDOS DA PRODUÇÃO LITERÁRIA ESCOLAR PARANAENSE NA PRIMEIRA REPÚBLICA

Comunicações Individuais – S6 – Eixo 4

OS COLONOS DE VILA FERNANDO NA DÉCADA DE 30 (SÉC.XX): ANÁLISE DE UM PROGRAMA DE REGENERAÇÃO DE MENORES

A EDUCAÇÃO DE SURDOS EM REDE INTERNACIONAL: ANÁLISE DE FONTES DOCUMENTAIS DOS SÉCULOS XVIII, XIX E XX

UM PROJETO EDUCATIVO SINGULAR O COLÉGIO DE REGENERAÇÃO DE BRAGA – 1869-1931

A REEDUCAÇAO DE JOVENS DELINQUENTES: COMPARAÇÃO ENTRE A COLÓNIA CORRECIONAL DE VILA FERNANDO (1895/2007) E A COLÓNIA AGRÍCOLA DE METTRAY (1840/1939)

EM TERRA DE USINAS E CANAVIAIS: SERVIÇO DE ASSISTÊNCIA SÃO JOSÉ OPERÁRIO - UMA INSTITUIÇÃO PARA DEFICIENTES VISUAIS (1956-1963)

Comunicações Individuais – S6 – Eixo 6

A ESCOLA INDUSTRIAL DE NATAL E O PROCESSO DE CONSTITUIÇÃO DO SEU QUADRO DE PROFESSORES (1942-1968)

EM BUSCA DE EGRESSOS: O MUNDO DO TRABALHO E OS DESTINATÁRIOS DA EDUCAÇÃO TÉCNICA INDUSTRIAL FEDERAL NO RIO GRANDE DO NORTE (BRASIL, 1909-1971)

LICEU OU ESCOLA TÉCNICA? ESTRATÉGIAS SOCIOEDUCATIVAS DOS PAIS VIANENSES (1910-1947)

VOZES TRANSCONTINENTAIS: FORMAÇÃO E ATUAÇÃO DO CORAL DE LETRAS DA UNIVER- SIDADE DO PORTO, CLUP, E O DO CORAL DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE, CORUFS (1966 - 1991)

OS PROFESSORES DE MATEMÁTICA DA ESCOLA TÉCNICA NACIONAL

Comunicações Individuais – S6 – Eixo 7

FRANCIS WAYLAND PARKER E O ENSINO DE ARITMÉTICA EM SERGIPE (1900-1930)

PENSAMENTO PEDAGÓGICO E CONTEÚDO MATEMÁTICO: IDAS E VINDAS DA PEDAGOGIA DA MATEMÁTICA

OSCAR THOMPSON E O MÉTODO INTUITIVO: COMO ENSINAR NÚMERO E CÁLCULO?

REGIME DE TRADUÇÃO DE JOHN DEWEY NA "COLEÇÃO CULTURA, SOCIEDADE E EDUCAÇÃO" EM TEMPOS DE DITADURA CIVIL-MILITAS NO BRASIL (1970-1971)

IMPASSES PARA O MÉTODO INTUITIVO

Comunicações Individuais – S6 – Eixo 7

AS CONFERÊNCIAS PEDAGÓGICAS DE FARO E O DESENVOLVIMENTO EDUCATIVO

O CONCEITO ANTROPOLÓGICO DE CULTURA NO BRASIL E OS IMPACTOS NO PENSAMENTO PEDAGÓGICO BRASILEIRO

TEORIAS E PROPOSTAS PEDAGÓGICAS CIRCULADAS NA PROVÍNCIA DE GOIÁS (1830-1870)

MANUAIS PEDAGÓGICOS EM COMPARAÇÃO: HISTÓRIAS CRUZADAS ENTRE FRANÇA E BRASIL AO FINAL DO SÉCULO XIX

OS LIVROS DIDÁTICOS E A HISTÓRIA DOS NEGROS: UMA ABORDAGEM DE SUAS REVELAÇÕES E OMISSÕES

Comunicações Individuais – S7 – Eixo 1

A IMPORTÃNCIA DA SUMA TEOLÓGICA DE TOMÁS DE AQUINO COMO FONTE PARA O ESTUDO DA HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO MEDIEVAL

A PROSOPOGRAFIA COMO ABORDAGEM PARA AS INVESTIGAÇÕES NO CAMPO DA HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO

PESQUISA SOBRE A HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO DO PIAUÍ, NA DÉCADA DE 1930, A PARTIR DA INVESTIGAÇÃO DE OBRAS (AUTO) BIOGRÁFICAS

Comunicações Individuais – S7 – Eixo 3

O ONTEM E O HOJE NA PROPOSTA E EXECUÇÃO DO ESTÁGIO CURRICULAR NO CURSO DE PEDAGOGIA/PARFOR/UEA: FUNDAMENTOS E PRÁTICAS

PROVAS, DISSERTAÇÕES E EXAMES: PRÁTICAS DE AVALIAÇÃO DA APRENDIZAGEM NO CURSO DE PEDAGOGIA DA USP (1938 – 1968)

A HISTÓRIA DAS DISCIPLINAS ACADEMICAS NA FACULDADE DE FILOSOFIA E CIENCIAS – FFC – UNESP DE MARILIA (2006-2011): AS DISCIPLINAS DE DIDATICA DO CURSO DE PEDAGOGIA EM FOCO

OUSADIA E CAVAÇÃO NO CAMPO DA EDUCAÇÃO: O PROJETO EDUCACIONAL DO INSTITUTO HISTORICO E GEOGRAFICO BRASILEIRO (1915-1922)

A PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU NO BRASIL E A PESQUISA CIENTÍFICA

Comunicações Individuais – S7 – Eixo 3

A “INVENÇÃO DA TRADIÇÃO”: O SURGIMENTO DA DISCIPLINA ESCOLAR HISTÓRIA CDO MARANHÃO

A ETFRN, “SEU” CURRÍCULO E A EDUCAÇÃO FÍSICA

OS EXAMES DE ADMISSÃO AO GINÁSIO NO ESTADO DO PARANÁ: AS PROVAS DE MATEMÁTICA EM QUESTÃO

HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR E SUAS IMPLICAÇÕES PARA AS PRÁTICAS AVALIATIVAS DOS PROFESSORES DE EDUCAÇÃO FÍSICA: APROXIMAÇÕES

A EMERGÊNCIA DA REPETÊNCIA NA ESCOLA GRADUADA EM MINAS GERAIS/BRASIL, NO INÍCIO DO SÉCULO XX

Comunicações Individuais – S7 – Eixo 3

REFLEXÕES SOBRE O PROCESSO FORMATIVO DO OPERÁRIO SOROCABANO (1929-1942)

O CENTRO EDUCACIONAL "CARNEIRO RIBEIRO": BREVES CONSIDERAÇÕES SOBRE A PRIMEIRA POLÍTICA PÚBLICA DE EDUCAÇÃO EM TEMPO INTEGRAL NO BRASIL

COLÉGIO AURORA DE CAÇADOR/SC E O DIREITO DE ENSINAR

O PROJETO EDUCACIONAL DE ITAIPU NO PERÍODO DE CONSTRUÇÃO DA USINA HIDRELÉTRICA BINACIONAL DE ITAIPU (1974-1985)

GRÊMIO LITERÁRIO GUILHERME DE ALMEIDA DO GRUPO ESCOLAR EUGÊNIO JARDIM

Comunicações Individuais – S7 – Eixo 3

POLÍTICA DE BRANQUEAMENTO NA EDUCAÇÃO BRASILEIRA: A EUGENIA NA ERA VARGAS

CONSTITUIÇÃO DA EDUCAÇÃO ESPECIAL COMO POLÍTICA PÚBLICA NO BRASIL (1958-1985)

"ESCOVAR" A HISTORIA OFICIAL DA EDUCAÇÃO PÚBLICA A CONTRAPELO: EIS O DESAFIO!

EDUCAÇÃO, TRABALHO INFANTIL, ASSISTÊNCIA E CONTROLE SOCIAL: O OUTRO LADO DA PROTEÇÃO AOS FILHOS DOS OUTROS EM SÃO PAULO (1890 A 1927)

ESCOLAS PARA ANORMAIS INTELECTUAIS: UM PROJETO PEDAGÓGICO PAULISTA

Comunicações Individuais – S7 – Eixo 4

FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE MATEMÁTICA: UMA HISTÓRIA EM BARRA DO GARÇAS NAS DÉCADAS DE 1970 E 1980

EDUCAR PARA O TRABALHO E O DESENVOLVIMENTO: A IMPLANTAÇÃO DA ESCOLA TÉCNICA FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE EM MOSSORÓ (BRASIL)

AS ESCOLAS JAPONESAS NA CONSTITUIÇÃO DO CAMPO EDUCACIONAL PAULISTA: 100 ANOS DE HISTÓRIA

O ENSINO PRIMÁRIO NA CAPITAL PARANAENSE NO INÍCIO DO SÉCULO XX: DO GRUPO ESCOLAR CRUZ MACHADO AO MUSEU DA ESCOLA PARANAENSE

ARQUITETURA DAS ESCOLAS NORMAIS NO PARANÁ: ACOMPANHAMENTO DA IMPRENSA PARANAENSE NA DÉCADA DE 1920

Comunicações Individuais – S7 – Eixo 1

OS REFLEXOS DA ESCOLA NOVA NA LEGISLAÇÃO EDUCACIONAL DO ENSINO PRIMÁRIO PIAUIENSE NOS ANOS DE 1930

PRESERVAÇÃO E ORGANIZAÇÃO DE DOCUMENTOS PERMANENTES DO COLÉGIO DE APLICAÇÃO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE

PENSANDO OS ARTEFATOS COMO FONTES E OBJETOS DE INVESTIGAÇÃO: ALGUMAS DEFINIÇÕES TEÓRICAS- -METODOLÓGICAS A PARTIR DE UMA INVESTIGAÇÃO COM OBJETOS CIENTÍFICOS

HOMENS DE FÉ E DE CIÊNCIA: OS JESUITAS EXILADOS, DA PROVÍNCIA PORTUGUESA, EM SUA MISSÃO EDUCATIVA NAS TERRAS BRASILEIRAS

Comunicações Individuais – S7 – Eixo 4

LIÇÕES DE PEDAGOGIA NA ESCOLA NORMAL PRIMÁRIA

FORMAÇÃO DOCENTE EM MINAS GERAIS NA PRIMEIRA METADE DO SÉCULO XIX: O CASO DA ESCOLA NORMAL DE OURO PRETO

ASSOCIAÇÃO INSTRUTIVA JOSÉ BONIFÁCIO E A CRIAÇÃO DA ESCOLA NORMAL

A PRODUÇÃO DA DISCIPLINA ESCOLAR HISTÓRIA NATURAL NA ESCOLA NORMAL E INSTITUTO DE EDUCAÇÃO DO DISTRITO FEDERAL NAS DÉCADAS DE 1920-30 NO BRASIL

O ENSINO DE PSICOLOGIA NA ESCOLA NORMAL EM SANTA CATARINA/BRASIL DE 1911 A 1928: A PSICOLOGIA ENTRE A PEDAGOGIA E A INSTRUÇÃO MORAL E CIVICA

Comunicações Individuais – S7 – Eixo 5

ELIZABETH FIGUEIREDO DE SÁ A INFÂNCIA ESCOLARIZADA EM CIDADES DO NORTE DE MATO GROSSO (1972-1982)

VENTANAS AL MUNDO DE LA INFANCIA. LAS ESCUELAS FREINET POR DENTRO (ESPAÑA, 1931-1939)

LEITURA E CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL: A CULTURA COMO FONTE DE DESENVOLVIMENTO DA CRIANÇA

HILDA APARECIDA LINHARES DA SILVA MICARELLO COSTURANDO OS FIOS DA HISTÓRIA: “ERA UMA VEZ” A LITERATURA INFANTIL

Comunicações Individuais – S7 – Eixo 4

O ENSINO DA LINGUA INGLESA NO ATHENEU SERGIPENSE NO BRASIL IMPÉRIO: UMA REFLEXÃO A PARTIR DAS DISCIPLINAS ESCOLARES (1870-1889)

ENSINAR A ENSINAR: A CADEIRA DE PEDAGOGIA NO CURSO NORMAL EM SERGIPE/BRASIL (1870-1901)

EM NOME DA DISCIPLINARIZAÇÃO E DA ORDEM: O CASO DO COLÉGIO PEDRO II

MANUAIS DE HISTÓRIA NO ENSINO TÉCNICO NO ESTADO NOVO

INVESTIGANDO O ENSINO DE CALIGRAFIA DESENHO NO CURRÍCULO DA ESCOLA NORMAL DE SÃO PAULO (IMPÉRIO E INÍCIO DA PRIMEIRA REPÚBLICA): PRIMEIRAS CONSIDERAÇÕES

Comunicações Individuais – S7 – Eixo 4

A FORMAÇÃO DE PROFESSORES NO ESPÍRITO SANTO: CONSTITUIÇÃO HISTÓRICA DA ESCOLA NORMAL 1873–1930

A ORDEM DOMINICANA EM PORTO NACIONAL: O COLÉGIO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS E A FORMAÇÃO DE PROFESSORES

O CAIC PAULO DACORSO FILHO E A FORMAÇÃO DE PROFESSORES NA UFRRJ: COLÉGIO DE APLICAÇÃO?

FACULDADE DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES EM VITÓRIA DA CONQUISTA/BA (FFPVC): A HISTÓRIA DE UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR

O PAPEL DA ESCOLA DO MAGISTÉRIO PRIMÁRIO DE BRAGANÇA NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES E EDUCADORES DE INFÂNCIA.

Comunicações Individuais – S7 – Eixo 5

LEITURA COMO “ESTRATÉGIA DE CAÇA” NA CONTEMPORA- NEIDADE: APROPRIAÇÕES E REPRESENTAÇÕES A PARTIR DO TEXTO LÍRICO POR JOVENS NA ESCOLA MOÇAMBICANA

OS LIVROS ESCOLARES DE MÚSICA NO ENSINO BRASILEIRO: ANÁLISE DE OBRAS SELECIONADAS NO CONTEXTO EDUCACIONAL DE 1830 A 1910

ADAPTAÇÕES DE TEXTOS LITERÁRIOS: UMA PRÁTICA HISTÓRICA DE LEITURA NO UNIVERSO ESCOLAR

A LEITURA E A CULTURA ESCOLAR NO INSTITUTO DE EDUCAÇÃO “LEÔNIDAS DO AMARAL VIEIRA” ENTRE 1953 E 1975: ASPECTOS DOS MANUAIS PEDAGÓGICOS DO CURSO DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES

PRÁTICAS DE LEITURA E ESCRITA NO GRUPO ESCOLAR BOM JESUS: 1955 - 1971

Comunicações Individuais – S7 – Eixo 5

MICHELLINE ROBERTA SIMÕES DO NASCIMENTO POR UMA HISTÓRIA VISTA DE BAIXO: MEMÓRIAS DA EDUCAÇÃO PRIMÁRIA NO ESTADO DE SERGIPE/BRASIL: (1930-1960)

O ENSINO DE HISTÓRIA NATURAL NO GINÁSIO PARANAENSE NO INÍCIO DO SÉCULO XX

A DISCIPLINA PORTUGUÊS NO ENSINO SECUNDÁRIO NO LICEU CUIABANO, EM CUIABÁ/MT, NA ERA VARGAS (1930 A 1945)

A PARTICIPAÇÃO ESTUDANTIL NO COLÉGIO PEDRO II A PARTIR DO PERIÓDICO SCIENCIAS E LETRAS (1926-1927)

A LÍNGUA COMO SUSTENTÁCULO DA NAÇÃO: A REFORMA DO ENSINO DE LÍNGUA PORTUGUESA NA ESCOLA PRIMÁRIA PAULISTA (1949-1950)

Comunicações Individuais – S7 – Eixo 7

OS FRANCISCANOS E A PEDAGOGIA SERÁFICA: FORMAÇÃO RELIGIOSA, PRIMEIRAS LETRAS, CATEQUESE E MORAL CRISTÃ EM PERNAMBUCO E NA PARAÍBA (SÉCULOS XVII A XIX)

PENSAMENTO PEDAGÓGICO CATÓLICO: MANUAL DIDÁTICO “PEQUENA HISTORIA DA EDUCAÇÃO” E SUA INFLUÊNCIA CRISTÃ NA FORMAÇAO DOS PROFESSORES PRIMÁRIOS- 1936 A 1971

RESQUÍCIOS DA PEDAGOGIA HEBRAICA NA ORGANIZAÇÃO DA PEDAGOGIA CRISTÃ DA SOCIEDADE MODERNA

LIBERTAÇÃO PELA EDUCAÇÃO: PAULO FREIRE E EDUARDO

PROCESSO CIVILIZADOR E DESCOBERTAS DE INFÂNCIAS ENTRE PRÁTICAS JESUÍTICAS NO BRASIL QUINHENTISTA

Comunicações Individuais – S7 – Eixo 6

PASSEIOS DA MEMÓRIA EM TERRAS DA HISTÓRIA: EXPERIÊNCIAS DE VELHOS PROFESSORES NAS ESCOLAS RURAIS NO ESTADO DE SERGIPE–BRASIL (1947–1951)

AS GREVES DO MAGISTÉRIO PÚBLICO ESTADUAL: MEMÓRIAS DE PROFESSORAS DO INSTITUTO DE EDUCAÇÃO GENERAL FLORES DA CUNHA (1979-1990)

O APERFEIÇOAMENTO MORAL DA INFÂNCIA: ANÁLISE DE DISCURSOS SOBRE O DESENVOLVIMENTO MORAL E SOCIAL DA CRIANÇA EM IDADE PRÉ-ESCOLAR (1910-1926).

ENSINO RURAL NOS ESTADOS DE MATO GROSSO E PARANÁ ENTRE AS DÉCADAS DE 1930-1970

OS OLHARES DOS INSPETORES ESCOLARES CAPIXABAS PARA O GRUPO ESCOLAR AMÂNCIO PEREIRA, DE SÃO MATEUS, BRASIL (1922-1930)

Comunicações Individuais – S7 – Eixo 6

NOMEAÇÕES, TÍTULOS E MOVIMENTAÇÕES: OS “MODOS DE EXISTIR” DOS PROFESSORES PRIMÁRIOS DA PROVÍNCIA PARANAENSE

AS POLÍTICAS DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES NO BRASIL (1950-1980): TITULAÇÃO E APERFEIÇOAMENTO DE PROFESSORAS LEIGAS RURAIS

AS CONQUISTAS E OS DESAFIOS DO FAZER-SE PROFESSORA EM REGIÃO DE COLONIZAÇÃO RECENTE DE MATO GROSSO (1965-1983)

O PAPEL DE UM VEÍCULO MIDIÁTICO EM UM COLÉGIO DE APLICAÇÃO: O PROFESSOR COMO AGENTE E DESTINATÁRIO DE SUA FORMAÇÃO

POR UMA FORMAÇÃO DO PROFESSOR QUE GARANTA SUA LIBERDADE DE ENSINAR

Comunicações Individuais – S7 – Eixo 7

PAULOFREIREANISMO: RUMO A UMA TEOLOGIA LAICA?

DAS DIVERGÊNCIAS ÀS CONVERGÊNCIAS: PROPOSTAS DE ANÍSIO TEIXEIRA PARA A EDUCAÇÃO SUPERIOR BRASILEIRA (1920-1959)

A PRESENÇA DE MULHERES NA EDUCAÇÃO FÍSICA DO ESPÍRITO SANTO: PROFESSORAS E AUTORAS (1931-1936)

NEY LOBO: DA PRÁTICA À TEORIA (1967–1989)

AS MEMÓRIAS INDIVIDUAIS, HISTÓRICAS E O LEGADO DEIXADO POR ZILDA PAIM NA EDUCAÇÃO DE SANTO AMARO DA PURIFICAÇÃO – BA

Comunicações Individuais – S8 – Eixo 1

HISTÓRIA ORAL: bCONTRIBUIÇÕES PARA HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO

A HISTÓRIA ORAL E A HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO: APROXIMAÇÕES

EDUCAÇÃO, NAÇÃO E REPÚBLICA. A EDUCAÇÃO NA INSTITUCIONALIZAÇÃO DA REPÚBLICA NO BRASIL (1890-1891)

REVOLUÇÕES BRASILEIRAS: DEFENDENDO A REPÚBLICA E EDUCANDO O CIDADÃO

NARRATIVAS: A HISTÓRIA ORAL COMO METODOLOGIA

Comunicações Individuais – S8 – Eixo 3

FORMAÇÃO DOCENTE: RESISTÊNCIAS, DESISTÊNCIAS, PERSPECTIVAS E DESAFIOS NO CONTEXTO DAS POLÍTICAS EDUCACIONAIS BRASILEIRAS

POLÍTICAS PARA A INFÂNCIA EM SÃO PAULO: O SERVIÇO SANITÁRIO DE 1911 A 1938

POLÍTICAS E PRÁTICAS EDUCATIVAS, DESAFIOS CONTEMPORÂNEOS: IMPLEMENTAÇÃO DA LEI 10.639/03 NAS ESCOLAS DO ENSINO FUNDAMENTAL I E II - COMUNIDADE QUILOMBOLA DE TIJUAÇU – BAHIA- BRASIL

EDUCAR AS MULHERES, EDUCAR A PÁTRIA! TRABALHOS MANUAIS NA EDUCAÇÃO FEMININA NO INÍCIO DO SÉCULO XX

UM ESTUDO SOBRE O PROCESSO HISTÓRICO AVALIATIVO NAS SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL DE UMA ESCOLA DE JEQUIÉ- BAHIA (BRASIL)

Comunicações Individuais – S8 – Eixo 3

TRAJETÓRIA HISTÓRICA DA EDUCAÇÃO DO CAMPO NO BRASIL: LUTAS COLETIVAS, CONQUISTAS E DESAFIOS

A DIMENSÃO PESSOAL NAS POLÍTICAS CURRICULARES EM PORTUGAL (1970-2009)

A SOCIEDADE NACIONAL DE AGRICULTURA E A CONSTRUÇÃO DAS POLÍTICAS AGRÍCOLAS NO INÍCIO DO SÉCULO XX

CAMPANHA NACIONAL DE EDUCAÇÃO RURAL (CNER) NO ESTADO DA BAHIA/BRASIL: O DESPERTAR PARA UMA NOVA MENTALIDADE NO CAMPO

A EDUCAÇÃO DO CAMPO E A ESCOLA ATIVA NO ESTADO DO PARANÁ (2007–2013): UMA REAÇÃO A CONQUISTA DO MOVIMENTO CAMPONÊS

Comunicações Individuais – S8 – Eixo 3

DO BIOPODER À PSICOPOLÍTICA DO CORPO EDUCATIVO (1910-1926)

UMA FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES INSPIRADA NA PEDAGOGIA HISTÓRICO-CRÍTICA

POLÍTICAS PÚBLICAS E FORMAÇÃO DE PROFESSORES EM EXERCÍCIO: UMA EXPERIÊNCIA EM MATO GROSSO-BRASIL

EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO PARA O TRABALHO: A ESCOLARIZAÇÃO DAS PROFISSÕES

PRÁTICAS EDUCATIVAS NA PEDAGOGIA FREIREANA E A SOCIOLOGIA DA INFÂNCIA: POSSÍVEIS APROXIMAÇÕES

Comunicações Individuais – S8 – Eixo 4

OS LIVROS ESCOLARES DE MÚSICA NO ENSINO BRASILEIRO: ANÁLISE DE OBRAS SELECIONADAS NO CONTEXTO EDUCACIONAL DE 1830 A 1910

LICEU DE ITU: DA DOAÇÃO DO BRASILEIRO DE TORNA-VIAGEM JOAQUIM BERNARDO BORGES À IMPLANTAÇÃO DOS PRIMEIROS CURSOS PROFISSIONALIZANTES (1921-1966)

O LYCEU PARAHYBANO EM VIAS DE REESTRUTURAÇÃO: INTERVENÇÕES DO GOVERNO CASTRO PINTO (1912-1914)

LICEU LITERÁRIO PORTUGUÊS (1868-1889): A INSTRUÇÃO EM CÉU ESTRANGEIRO

ENSINO LICEAL PARA GENTE DE CARTEIRA, CÉREBROS CULTOS E ENSINO PROFISSIONALIZANTE PARA CARGOS SUBALTERNOS, BAIXOS MISTERES CABO VERDE, 1911–1960

Comunicações Individuais – S8 – Eixo 3

<

HISTÓRIA E MEMÓRIA DO MOVIMENTO PRÓ-GINÁSIOS POPULARES NA REGIÃO CACAUEIRA DO SUL DA BAHIA/ BRASIL ENTRE AS DÉCADAS DE 1940 E 1950

A PRESENÇA DO DISCURSO DE EXCELÊNCIA NA POLÍTICA GERAL DO ENSINO PRIMÁRIO EM MOÇAMBIQUE (1995–2003)

AS CONCEPÇÕES DE ALMEIDA JÚNIOR SOBRE A ORGANIZAÇÃO DA DIRETORIA DO ESTADO DE SÃO PAULO

O JARDIM DE INFÂNCIA MODELO DE NATAL SOB A ÓTICA DA FOTOGRAFIA (1953-1965)

ESTUDO COMPARADO DO CURSO TÉCNICO EM AGROPECUÁRIA DO IFGOIANO-CÂMPUS URUTAÍ DIANTE DOS DECRETOS 2.208/1997 E 5.154/2004

Comunicações Individuais – S8 – Eixo 4

O CONTEXTO DE EXPANSÃO DO ENSINO SECUNDÁRIO NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO E A HISTÓRIA DO COLÉGIO BRIGADEIRO NEWTON BRAGA (1960-2010)

ORGANIZAÇÃO DA INSTRUÇÃO PÚBLICA NO ESTADO DE MATO GROSSO NO INÍCIO DA REPÚBLICA: (1889-1899)

A INSTRUÇÃO PÚBLICA E PARTICULAR NA PROVÍNCIA DA PARAHYBA DO NORTE: AS RELAÇÕES DE FORÇAS ENTRE O PARTIDO LIBERAL E CONSERVADOR NO PERÍODO DE 1872 A 1884

CAMINHOS DO ENSINO SUPERIOR NO BRASIL: A FACULDADE DE ODONTOLOGIA DO TRIÂNGULO MINEIRO (UBERABA, MINAS GERAIS, DÉCADAS DE 1940 A 1950).

A FUNÇÃO DO ENSINO SECUNDÁRIO BRASILEIRO NA PRIMEIRA REPÚBLICA: CONTINUIDADE OU RUPTURA?

Comunicações Individuais – S8 – Eixo 4

HISTORIOGRAFIA DA EDUCAÇÃO CORPORATIVA: A PRODUÇÃO DISCENTE DA PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO E EM ADMINISTRAÇÃO (1990-2014)

HISTORIOGRAFIA DA EDUCAÇÃO ESPECIAL NO ESTADO DO MARANHÃO: IDENTIDADE INSTITUCIONAL E SIGNIFICADO SOCIAL

O TEOR DOS DEBATES SOBRE A ABERTURA DOS CURSOS JURÍDICOS NO BRASIL NA ASSEMBLEIA CONSTITUINTE DE 1823

A “ESCOLINHA DO PARQUE ANAUÁ”: HISTÓRIA DE UMA INSTITUIÇÃO EDUCACIONAL ESPECIALIZADA DA EDUCAÇÃO ESPECIAL NA AMAZÔNIA BRASILEIRA – 1980-2001

LUTA PELA INSTRUÇÃO E DISPUTAS POLÍTICAS EM PORTUGAL NA SEGUNDA METADE DO SÉCULO XIX: A ESCOLA PARA MENINAS NA FREGUESIA DE SÃO VICENTE DE PEREIRA, MUNICÍPIO DE OVAR

Comunicações Individuais – S8 – Eixo 7

O ENSINO DE HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO FÍSICA NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES NA ESCOLA DE EDUCAÇÃO FÍSICA DO ESPIRITO SANTO NA DÉCADA DE 1930

REGISTRO DA EXPERIÊNCIA DE NOÊMIA SARAIVA DE MATOS CRUZ NO LIVRO EDUCAÇÃO RURAL: UMA APLICAÇÃO DO ENSINO RURAL NA ESCOLA PRIMÁRIA, GRUPO ESCOLAR DE BUTANTAN, S. PAULO (1936)

DELEITAR E INSTRUIR: DA DINÂMICA DO BELO EFICAZ NA AMÉRICA PORTUGUESA

IDEÁRIO EDUCATIVO DE PISTRAK EM ORIENTAÇÕES EDUCATIVAS NOS ANOS INICIAIS DA ESCOLA DE PRIMEIRO GRAU DO MOVIMENTO DOS TRABALHADORES SEM TERRA NO BRASIL: APROXIMAÇÕES INICIAIS (1992 A 1995)

O ACOLHIMENTO DE CRIANÇAS POBRES POR UMA ESCOLA CONFESSIONAL NO INÍCIO DO SÉCULO XX NO INTERIOR DO BRASIL

Comunicações Individuais – S8 – Eixo 5

ESCOLA GRADUADA PRIMÁRIA NO RIO GRANDE DO NORTE (1907-1971)

AS CINCO DIFERENTES VERSÕES EDITORIAIS DA OBRA “O MENINO POETA” DE HENRIQUETA LISBOA: ESTRÁTÉGIAS DE ADAPTAÇÕES E PÚBLICOS VISADOS

RITUAIS E FESTAS DAS ESCOLAS ISOLADAS RURAIS E O GRUPO ESCOLAR DE PILAR DO SUL - 1934 A 1976

LEONARDO ARROYO E A PROMOÇÃO DA LEITURA NA IMPRENSA PERIÓDICA PAULISTA, NAS DÉCADAS DE 1960 E 1970

A PROCURA PISTAS DA CULTURA ESCOLAR: AUTOBIOGRAFIAS E INVESTIGAÇÃO HISTÓRICA

Comunicações Individuais – S8 – Eixo 6

A ATUAÇÃO DOS PROFESSORES NA IMPRENSA PEDAGÓGICA DA PARAÍBA (1934): A INFLUÊNCIA DAS IDEIAS ESCOLANO- VISTAS

ESCOLA PRIMÁRIA E FORMAÇÃO DE PROFESSORES: PERCURSOS DO ENSINO RURAL NOS ESTADOS DE MATO GROSSO E PARANÁ ENTRE AS DÉCADAS DE 1930-1970

ACERVOS PESSOAIS DE PROFESSORAS PRIMÁRIAS DAS ESCOLAS REUNIDAS EM MATO GROSSO (1940 – 1950)

SER PROFESSORA PRIMÁRIA EM MATO GROSSO (1930 -1950): HORIZONTES DO COMUM

REVISTA DE EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO DE PROFESSORES NO ESPÍRITO SANTO, BRASIL (1934-1937): CLAUDIONOR RIBEIRO